Nobel de Física premia trio de pesquisadores britânicos

David J. Thouless, F. Duncan M. Haldane e J. Michael Kosterlitz, que trabalham nos EUA, ganharam o prêmio por seu trabalho com estados exóticos da matéria

Um trio de cientistas britânicos ganhou nesta terça-feira o prêmio Nobel de Física por seu trabalho com estados exóticos da matéria, que podem ter aplicações futuras na eletrônica, como o desenvolvimento de computadores quânticos e outras tecnologias revolucionárias.

Os pesquisadores desenvolveram parte de seu trabalho em universidades americanas: David J. Thouless é professor emérito da Universidade de Washington, nos Estados Unidos; F. Duncan M. Haldane, desenvolveu pesquisas na Universidade Princeton, nos Estados Unidos; e J. Michael Kosterlitz, é professor da Universidade Brown, também nos Estados Unidos. Os cientistas receberam o prêmio dividido em duas metades – uma delas foi para Thouless e a outra para Haldane e Kosterlitz. Segundo o comitê do Nobel, Thouless ganhou a parte maior por suas contribuições “cruciais” sobre o tema.

Leia também:
Neutrino: como uma partícula elementar desafia a teoria que explica o universo
A incrível saga do bóson de Higgs

“Os premiados abriram a porta para um mundo desconhecido em que a matéria pode assumir estados estranhos. Eles usaram métodos matemáticos avançados para estudar fases, ou estados, não-usuais da matéria, tais como supercondutores, superfluidos ou finos filmes magnéticos. Graças a seu trabalho pioneiro, a busca hoje se concentra em fases novas e exóticas da matéria. Muitas pessoas esperam que haja aplicações futuras na ciência e eletrônica”, informou a Academia Real Sueca de Ciências em nota, ao anunciar os vencedores do prêmio de 8 milhões de coroas suecas (equivalente a 933.000 dólares ou mais de 3,5 milhões de reais).

Prêmio Nobel

O Nobel de Física foi o segundo prêmio entregue este ano. Na manhã de segunda-feira, o japonês Yoshinori Ohsumi recebeu o Nobel de medicina e fisiologia por sua descoberta de como as células se degradam e reciclam seu próprio conteúdo, o que pôde levar a um melhor entendimento sobre doenças como câncer, Parkinson e diabetes tipo 2. Na quarta-feira será entregue o Nobel de Química; na sexta-feira, o da Paz; e na segunda-feira (10 de 0utubro), será entregue o Nobel de Economia. O prêmio de literatura será anunciado em data futura.

Os prêmios foram entregues pela primeira vez em 1901 para honrar avanços na ciência, literatura e paz, de acordo com o testamento do inventor da dinamite e empresário Alfred Nobel.