Nave russa em direção à ISS foi incendiada na atmosfera

Fragmentos da nave queimaram cerca de 190 quilômetros acima da região de Tuva, na Rússia. Acidente não deve afetar as operações da ISS

A nave de carga russa não tripulada Progress 65 que viajava rumo à Estação Espacial Internacional (ISS)  foi incendiada na atmosfera, segundo comunicado oficial da Roscosmos, a agência espacial da Rússia, feito na tarde desta quinta-feira.

“De acordo com informações preliminares, como resultado de uma situação anormal, a perda da nave de carga ocorreu cerca de 190 quilômetros acima do território montanhoso remoto e despovoado da região de Tuva, Rússia. A maioria dos fragmentos queimaram em densas camadas da atmosfera”, informou a Roscosmos. Segundo a agência espacial, o acidente não vai afetar as operações realizadas na ISS e o bem-estar dos astronautas.

A Progress 65 deixou de enviar dados para os controladores depois de seis minutos do seu lançamento da base de Baikonur, no Cazaquistão, que aconteceu às 17 horas no horário local (12h no horário oficial de Brasília). A nave transportava mais de 2.400 quilos de carga, entre alimentos, água e outros suprimentos para os seis astronautas que estão na estação espacial: o francês Thomas Pesquet, os americanos Peggy Whitson e Shane Kimbroughet e os russos Oleg Novitski, Serguei Rajikov e Andrei Borissenko.

Segundo a Nasa, uma nave da agência espacial japonesa tem lançamento previsto para a ISS em 9 de dezembro. Além da Roscomos, outras duas empresas tem contratos com a Nasa para realizar o serviço: a SpaceX e a Orbital ATK.

(Com Agência EFE e AFP)