Morte de homem por “queda de meteorito” causa discussão entre cientistas

Especialistas indianos alegam que o homem, motorista de ônibus de universidade, morreu com a queda de um meteorito. A Nasa, no entanto, alega que é pouco provável que esta tenha sido a causa e põe a culpa em "explosão terrestre"

A morte de um motorista de ônibus de uma universidade na Índia tem causado desavenças entre a Nasa e cientistas indianos. Os especialistas da Índia e o chefe do governo regional, Jayalalithaa Jayaram, alegam que o homem, do estado indiano de Tamil Nadu, teria morrido no último sábado (7) após ser atingido por um meteorito. A Nasa, no entanto, refutou a teoria ao falar que é improvável que essa tenha sido a causa da morte do motorista.

Além da morte, o acidente feriu outras três pessoas e abriu uma corrente de especulação por parte de especialistas. A confusão levou cientistas do Instituto Indiano de Astrofísica (IIA) a irem até o local, enquanto uma equipe da Universidade Nacional de Trichy se encarregou de analisar amostras do objeto. Nesta sexta-feira (12), a universidade veio a público para assegurar que suas análises provam que a morte do motorista foi causada por um aerólito, uma espécie de meteorito.

Leia também:

Um ano depois, meteorito que atingiu a Rússia é fonte de conhecimento

Saiba a diferença entre asteroides, meteoros e meteoritos

“Confirmamos que o material analisado estava meteorizado”, disse à Agência Efe o diretor do centro, K. Anbarasu, que detalhou que as amostras foram examinadas com um microscópio eletrônico de varredura. Apesar do material ainda ter que ser submetido a análises químicas, ele afirmou que “muito provavelmente” o resultado se confirmará. Diferentemente dos meteoros, ao entrarem na atmosfera terrestre, os meteoritos sobrevivem à passagem e atingem a superfície terrestre.

A discussão – A Nasa, agência espacial americana, já havia refutado a teoria apresentada pelos indianos no início da semana. Ao falar para o The New York Times, os cientistas americanos foram enfáticos ao alegarem que, analisando as fotografias que foram publicadas online, as evidências apontam mais consistentemente para uma explosão terrestre, e não para a queda de um meteorito do céu.

Segundo o especialista de defesa planetária na Nasa Lindley Johnson, as mortes por impactos de meteoritos são raras. “Já tivemos relatos de feridos, mas até mesmo isto era raro até o evento de Chelyabinsk há três anos”, disse a pesquisadora se referindo à queda de meteorito na Rússia em 2013.

O periódico The Times of India informou que “independentemente do ceticismo dos especialistas”, o governo de Tamil Nadu irá pagar uma indenização de 1.470 dólares (quase 6.000 reais) para a família da vítima e 370 dólares (aproximadamente 1.500 reais) para cada um dos três feridos.

(Com EFE)