Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Internautas ajudam a encontrar dois planetas fora do Sistema Solar

Jogo online permite que usuários analisem os dados públicos da missão Kepler, o caçador de planetas da Nasa

Utilizando um jogo online, internautas ajudaram a descobrir dois candidatos a planetas fora do Sistema Solar, ou exoplanetas. O game Planet Hunters (Caçadores de Planetas), que usa os dados públicos do observatório espacial Kepler, da agência espacial americana (Nasa), funciona nas versões mais atuais dos navegadores de internet e pode ser acessado por qualquer pessoa. Nele, os jogadores observam dados sobre o brilho das estrelas e marcam os possíveis exoplanetas. Os dados mais promissores são enviados aos cientistas da Nasa. As duas descobertas mais recentes foram publicadas no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Só no primeiro mês de atividade do jogo, que está no ar desde dezembro de 2010, 10 candidatos a mundos alienígenas foram enviados à equipe da missão Kepler para serem investigados.

Leia mais: Por que é tão difícil encontrar outras Terras?

Como funciona – O Planet Hunters funciona usando uma abordagem indireta para encontrar planetas. São utilizadas informações do banco de dados público do Kepler, que localiza exoplanetas por meio da técnica de trânsito. Ao observar a luz emitida por estrelas em um período superior a 30 dias, os jogadores tentam encontrar depressões no gráfico de intensidade de luz emitida pelos astros brilhantes.

Essa depressão pode sugerir que há um planeta orbitando a estrela e passando em frente ao astro durante sua órbita, bloqueando a luminosidade que chega ao Kepler. O desafio é encontrar essa queda periódica de luz.

O jogo surgiu porque a quantidade de dados gerada pelo laboratório Kepler é enorme. Seria impossível que poucos cientistas monitorassem 200.000 estrelas que têm seus dados registrados a cada 30 segundos. Além disso, os gráficos gerados pelo Kepler precisam ser verificados por várias pessoas antes que haja consenso.

A ferramenta permite que milhares de indivíduos analisem os dados. Cada usuário que ajuda a encontrar um candidato tem seu nome incluído no artigo científico de divulgação. O jogo já possui 40.000 usuários e mais de quatro milhões de observações. Até agora, 69 candidatos estão sob a análise de cientistas do Kepler.