Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Índia lança sua primeira missão a Marte

Módulo fica na órbita terrestre até 1º de dezembro, quando começa sua viagem de 300 dias até o planeta vermelho, onde chega em em 24 de setembro de 2014

A Índia lançou com sucesso nesta terça-feira sua primeira missão ao planeta Marte, aonde só Rússia, Estados Unidos e a Agência Espacial Europeia conseguiram chegar, informou o órgão espacial indiano em seu site.

Leia também:

Robô Curiosity encontra água em solo marciano

Ausência de metano em Marte reduz chances de vida no planeta

O primeiro lançamento interplanetário do país asiático, com custo de 73 milhões de dólares, ocorreu às 9h08 (7h08 em Brasília) no Centro Espacial Satish Dhawan, em Sriharikota, no estado de Andhra Pradesh, sul do país.

Lançamento de foguete indiano rumo a Marte

Com 1,35 tonelada, a nave Mangalyaan – veículo de Marte – ficará na órbita terrestre até 1º de dezembro, quando começará sua viagem de 300 dias até o planeta vermelho. O módulo espacial deve chegar a Marte em 24 de setembro de 2014, após percorrer 400 milhões de quilômetros.

Pesquisa – O veículo que orbitará ao redor do planeta vermelho leva cinco instrumentos para estudar a superfície, a topografia e a atmosfera de Marte, e vai se concentrar na busca de metano. “Orbitar Marte é um desafio por si só”, disse ao jornal The Times of India o presidente da Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO, sigla em inglês), K. Radhakrishnan, que acrescentou que haverá “missões maiores depois”.

Apenas Estados Unidos, Rússia e a União Europeia conseguiram finalizar com sucesso missões para Marte. Rússia e China não conseguiram que suas naves saíssem da órbita terrestre em 2011 e uma missão japonesa ao planeta vermelho também fracassou em 2003.

Especial: Os brasileiros que sonham em colonizar Marte

A Índia comemorou no ano passado 50 anos do início de seu programa espacial. Seu primeiro lançamento foi apenas em 1975, quando enviou ao espaço o satélite Arybhatta, utilizando um foguete russo. Desde 1999, o órgão espacial indiano, através de seu braço comercial, também coloca em órbita satélites estrangeiros. A Índia tem planos de lançar em 2016 sua primeira missão espacial tripulada.

(Com agência EFE)