Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grande feira anual de alta tecnologia abre as portas em Las Vegas

A Feira Internacional de Eletrônica de Consumo (CES), grande evento anual do setor, começou nesta terça-feira em Las Vegas, com uma assombrosa variedade de equipamentos de alta tecnologia, ‘ultrabooks’, ‘smartphones’ ultrafinos, ‘tablets’ que aspiram a concorrer com o iPad e TVs 3D e que se conectam à internet.

Um recorde de 3.100 empresas de todo o mundo reservaram estandes no Centro de Convenções de Las Vegas (Nevada, oeste dos Estados Unidos) para exibir seus produtos em um espaço equivalente a mais de 35 campos de futebol.

A Consumer Eletronics Association (CEA), organizadora da CES, prevê que o gasto mundial em eletrônica de consumo supere este ano 1 trilhão de dólares, liderado pela primeira vez pelos ‘smartphones’ e os ‘tablets’.

O economista chefe da CEA, Shawn DuBravac, disse esperar o lançamento de mais de 20 mil novos produtos, entre eles 50 novos ‘tablets’ para competir com o bem sucedido iPad, da Apple, líder do mercado.

Os ‘smartphones’ também devem ser uma vedete, depois que a finlandesa Nokia se associou com a Microsoft para competir em um mercado dominado nos Estados Unidos pelo iPhone da Apple, pelo BlackBerry da canadense Research In Motion, e pelos celulares equipados com o software Android, da Google.

O diretor da Nokia, Stephen Elop, apresentou na segunda-feira à imprensa, ao lado do presidente executivo da Microsoft, Steven Ballmer, o novo ‘smartphone’ Lumia 900, equipado com o novíssimo software Windows Mobile e dotado de uma ampla variedade de aplicativos.

Outro produto que gera muita expectativa no CES, cujo salão de exposições vibra com música e telas intermitentes, são os computadores portáteis superleves ‘ultrabooks’.

DuBravac disse que está prevista a apresentação, entre 30 e 50 destes finíssimos laptops que tentam recuperar o terreno conquistado pelo popular MacBook Air, da Apple.

A empresa Acer, de Taiwan, assumiu a dianteira no domingo, ao apresentar o que chamou de laptop mais fino do mundo, o Acer Aspire 5, cuja maior espessura é de apenas 15 milímetros, com peso inferior a 1,35 kg.

A gigante chinesa das telecomunicações Huawei, que busca ampliar sua presença nos Estados Unidos e na Europa, lançou na segunda-feira o ‘smartphone’ mais fino do mundo, o Ascend P1S, com apenas 6,68 milímetros de espessura.

O último em tecnologia para TVs também estará presente na CES, onde os fabricantes asiáticos exibem equipamentos OLED (diodo orgânico de emissão de luz) e televisões em 3D.

Tim Baxter, presidente da Samsung Electronics America, disse que a metade das TVs vendidas pela gigante sul-coreana este ano serão em 3D, embora tenha reconhecido que esta tecnologia ainda não está consolidada entre os consumidores.

O que já tem lugar garantido nas preferências do público são as TVs capazes de se conectar à internet: DuBravac disse que 12% das TVs vendidas nos Estados Unidos em 2010 tinham conexão à web, e quase a metade de todos os aparelhos novos este ano permitirão o acesso à rede.

Alguns inclusive poderão ser controlados por voz, uma boa notícia para qualquer um com problemas com a desconcertante variedade de botões de um controle remoto.

Vários eletrodomésticos inteligentes, como refrigeradores e lava-louças que incluem sensores, chips de computador e conexões à internet, provavelmente causarão sensação em Las Vegas.

Esta edição da CES é especial para a Microsoft, que tradicionalmente tem um dos maiores estandes no salão de exposições, e cujos presidentes, tanto Ballmer quanto seu antecessor, Bill Gates, fizeram o discurso de abertura nos últimos 15 anos.

A gigante do software já anunciou que a feira deste ano será sua última participação no evento de Las Vegas, pois a realização do encontro não coincide com seu cronograma de desenvolvimento de produtos.