Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gigantesco iceberg está perto de se romper na Antártica

Segundo cientistas, ruptura do bloco de 5.000 km² mudará a geografia da região. Como flutua, iceberg não causará aumento do nível dos oceanos

Um gigantesco iceberg, considerado um dos dez maiores do mundo, está perto de se soltar da Antártica, afirmaram cientistas na quinta-feira. O bloco de 5.000 quilômetros quadrados, área equivalente à do Distrito Federal, é resultante de uma grande rachadura na plataforma de gelo Larsen C, na Antártica, que se expandiu abruptamente no mês passado. Apenas vinte quilômetros de gelo impedem que o imenso bloco se solte da plataforma e se torne um iceberg de 80 quilômetros de comprimento.

A muralha gelada “irá mudar fundamentalmente o cenário da Antártica”, afirmaram em comunicado cientistas britânicos do Projeto Midas da Universidade de Swansea, no País de Gales, que monitora o impacto do derretimento em plataformas de gelo. Como flutuará, o bloco de gelo não deve causar aumento no nível dos oceanos – no entanto, rupturas futuras decorrentes do desprendimento podem levar ao descongelamento de geleiras e, como a água dessas últimas são integradas aos mares, podem levar ao aumento do nível. Segundo estimativas dos pesquisadores, se toda a plataforma Larsen C derreter, os oceanos podem aumentar em até 10 centímetros.

Mudanças geográficas

Plataformas de gelo são áreas onde o gelo flutua sobre o mar no fim das geleiras, com uma espessura de centenas de metros. Por não estarem sobre a terra, pedaços delas podem se desprender e flutuar sobre mares gelados. Os cientistas temem que a perda dessas plataformas ao redor do continente permita que, futuramente, geleiras internas se mexam mais rápido em direção ao mar, à medida que as temperaturas aumentam devido às mudanças climáticas.

Iceberg gigante se desprenderá da plataforma de gelo Larsen C Ice Shelf, na Antártica

Imagem da Nasa que revela extensão da ruptura na plataforma Larsen C. (Reprodução/Nasa/Divulgação)

Os pesquisadores têm acompanhado a rachadura em Larsen C por muitos anos. Nos últimos meses, porém, passaram a observá-la com atenção em razão de colapsos das plataformas de gelo Larsen A, em 1995, e Larsen B, em 2002.

Segundo os cientistas, o fenômeno que pode levar à ruptura do iceberg não é climático, mas geográfico. É provável que as mudanças climáticas tenham antecipado o rompimento, mas talvez não sejam a causa do fenômeno.

 

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. “…não causará aumento imediato do nível dos oceanos.”
    Icebergues não aumentam o nível dos oceanos, pois já estão flutuando sobre as águas. Só quando gelo que está sobre terra firme derrete é que ocorre aumento do nível do mar.

    Curtir

  2. Deve ter mudado desde que, em 1989, dona Giorgia me ensinou a diferença entre a marca de cerveja e da Antártida nas aulas de Geografia.

    Todo dia aprendo um pouco

    Curtir

  3. Carlos Marques

    Simples. Se os oceanos se elevarem 10 cm vai inundar toda a costa brasileira…Vou morar em Brasília…Que bom!

    Curtir

  4. Fábio Luís Inaimo

    É o aquecimento global é uma invenção dos esquerdopatas !! TrumPT é que esta certo!! mete fogo no carvão daí !!!

    Curtir

  5. Victor Silva

    ”Como flutua, iceberg não causará aumento do nível dos oceanos” Como um Iceberg causaria aumento nos níveis dos oceanos se cerca de 90% do seu volume total JÁ ESTÁ em baixo da superfície do mar?

    Curtir

  6. Cláudio Moura

    Antartica é marca de cerveja. E muito ruim por sinal. O CONTINENTE SE CHAMA ANTARDIDA.

    Curtir