Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gatos podem ter acompanhado vikings em viagens, diz pesquisa

Pesquisadores acreditam que os felinos estavam nas expedições, principalmente, para manter os ratos longe dos mantimentos nos barcos

Será que os gatos acompanharam os vikings nas expedições marítimas? Cientistas acreditam que os animais estiveram nas viagens, principalmente, para manter os ratos longe dos mantimentos armazenados nos barcos.

O estudo ainda está na fase inicial, mas os pesquisadores divulgaram os resultados preliminares no Simpósio Internacional de Arqueologia Biomolecular na Universidade de Oxford, na Inglaterra, na última semana.

Leia também:
Gatos: 9 atitudes dos donos que os felinos detestam
Fim da disputa: do ponto de vista evolutivo, gatos são melhores que cachorros, diz estudo

A equipe de arqueólogos do Instituto Jacques Monod, na França, responsável pelo estudo, sequenciou os DNAs mitocondriais dos restos mortais de 209 gatos de trinta sítios arqueológicos da Europa, Oriente Médio e África.

O resultado mostrou que a população felina pode ter crescido em dois momentos. Após possível domesticação dos animais no Antigo Egito, há 6.000 anos, os cientistas sugerem que houve um crescimento da população e os gatos se espalharam para Europa, Ásia e África.

A segunda expansão teria ocorrido na época dos vikings. Os cientistas encontraram DNA felino em um sítio arqueológico viking no norte da Alemanha e o material pode ser de um animal que tenha vivido juntos com os tripulantes entre os séculos VIII e XI, o que é um forte indício de que os gatos podem ter rodado o mundo.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Napoleao Gomes

    Os vikings levavam gatos junto ás suas viagens de conquista de terras porque os gatos simplesmente dão muita sorte. Quem mata ou maltrata um gato sempre tem 7 anos ou 7 meses de azar! Agora, as expressões ” anos atras no meio da frase e a palavra entendeu? no final da frase já encheram o saco, estão insuportáveis!

    Curtir