Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas descobrem que a inflamação ajuda no processo de cura dos músculos

Células inflamatórias ajudam na regeneração de músculos, ao contrário do que se acreditava

A presença de células inflamatórias aumentou significativamente o nível de IGF-1, levando à recuperação rápida do músculo

Cientistas dos EUA descobriram que a inflamação, ao contrário do que se pensava, ajuda no processo de cura dos músculos. O estudo, publicado no periódico americano The FASEB Journal, poderá mudar a forma como lesões musculares são tratadas. Pela primeira vez, cientistas mostraram que a inflamação provoca o aumento de um fator de crescimento, chamado insulin-like growth factor-1 (IGF-1), aumentando a taxa de regeneração do músculo. O estudo foi realizado no Cleveland Clinic, um centro médico acadêmico filantrópico em Ohio (EUA).

Para chegar nessa conclusão, dois grupos de camundongos foram estudados. O primeiro foi geneticamente alterado de modo que ele não manifestasse resposta inflamatória a lesões agudas. O segundo grupo de camundongos era normal. Cada grupo teve lesões musculares induzidas pelos pesquisadores. A lesão no primeiro grupo de animais não se curou, enquanto no segundo grupo o corpo dos animais conseguiu regenerar o músculo. A presença de células inflamatórias, concluíram os cientistas, aumentou significativamente o nível de IGF-1, levando à recuperação rápida do músculo.

“Para que as feridas se curem, é preciso uma inflamação controlada, nem muito, nem pouco”, disse Gerald Weissmann, editor-chefe do The Faseb Journal. “Há muito tempo se sabe que medicação anti-inflamatória em excesso, como a cortisona, retarda o processo de cura. Esse estudo revela que o IGF-1 e outros materiais lançados pelas células inflamatórias ajudam a tratar a lesão”, finalizou.