Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas criam lentes de contato que podem substituir telas de computador

Washington, 22 nov (EFE).- A visão dos super-heróis dos filmes de ficção científica é uma realidade mais próxima depois que uma equipe de cientistas conseguiu criar lentes de contato nas quais é possível projetar imagens por uma espécie de tela, segundo uma pesquisa publicada nesta terça-feira.

Por enquanto, o dispositivo só possui um pixel, mas seus criadores o veem como um passo para a produção de lentes com vários pixels que permitam ver informação – como mensagens de e-mail – em tempo real sem ter uma tela diante da pessoa.

A lente, criada por pesquisadores da Universidade de Washington (Estados Unidos) e da Universidade Aalto (Finlândia), está composta por uma antena que fornece a energia enviada por uma fonte externa e um circuito integrado para armazená-la e transferi-la a um chip transparente de safira que contém um LED (diodo emissor de luz) azul.

Os cientistas afirmaram em artigo na revista ‘Journal of Micromechanics and Microengineering’ que a lente, que foi testada nos olhos de um coelho vivo, não causou dano algum no globo ocular nem na córnea do animal e também não foram observados sinais de efeitos colaterais adversos.

No entanto, após demonstrar o funcionamento das lentes e comprovar que são um dispositivo seguro, os pesquisadores ressaltaram que ainda são necessárias melhorias para conseguir reproduzir textos e imagens como nas telas de alta resolução.

Um dos problemas que tiveram que superar foi conseguir com que o olho visse a informação com nitidez, já que a distância focal é de apenas alguns centímetros e temiam que as projeções se tornassem confusas.

Para contornar este empecilho, os cientistas incorporaram um conjunto de lentes de Fresnel no dispositivo (muito mais finas e planas que as lentes convencionais) para focar a imagem projetada na retina.

O professor da Universidade de Washington, Babak Praviz, co-autor do estudo, reconheceu que é preciso melhorar o projeto, mas a equipe já trabalha em seu próximo desafio: ‘a incorporação de um texto pré-determinado na lente de contato’. EFE