Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuva de meteoros atinge seu ápice na madrugada de domingo

O fenômeno Geminídeas, uma das melhores chuvas de meteoros do ano, deve ser visível a partir das 4h, com uma frequência de 50 a 100 meteoros por hora

Na noite deste sábado para domingo acontece o apogeu da chuva de meteoros Geminídea. O fenômeno, visível mundialmente, poderá ser observado em todos os Estados do Brasil a partir das 4h, na direção Norte e Nordeste do céu. “Esta costuma ser uma das melhores chuvas de meteoros do ano, pois tem entre 50 e 100 meteoros por hora na noite de maior visibilidade”, explica Rundsthen Vasques de Nader, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e astrônomo do Observatório do Valongo, na UFRJ.

Leia também:

Saiba a diferença entre asteroides, meteoros e meteoritos

Os meteoros da Geminídea são pedaços de um corpo celeste chamado 3200 Phaeton. Os astrônomos acreditavam que esse corpo era um asteroide, mas os telescópios modernos revelaram que ele é um cometa já extinto. Ou seja, um cometa que perdeu todo o seu gelo após muitos encontros com o Sol.

Essa chuva de meteoros acontece todos os anos na metade de dezembro, desde o século XIX, quando os destroços do 3200 Phaeton começaram a despencar da constelação de Gêmeos, daí seu nome. Quando foi vista pelas primeiras vezes, era pouco brilhante e não chamava muita atenção, mas, com as passagens sucessivas pelo Sol, a quantidade de partículas que se desprenderam do 3200 Phaeton foi aumentando e o fenômeno se tornou uma das mais importantes chuvas de meteoros do ano. Em 2014, ela começou em 8 de dezembro e vai até o dia 15.

Previsão do tempo – Os meteoros se tornam visíveis ao entrar em atrito com a atmosfera. Com o choque, são vaporizados e brilham. No entanto, o céu claro é condição essencial para sua observação. Neste fim de semana, a passagem de uma frente fria pela região Centro-Oeste e Sudeste mantém o tempo instável e estão previstas pancadas de chuva e nebulosidade em todo o Estado de São Paulo. Na região Sul e Nordeste, o tempo estará firme, sem previsão de chuvas na maior parte dos Estados. Na região Norte, estão previstas nuvens e muitas chuvas.

A Lua, que está sem sua fase minguante, não deve atrapalhar quem quer aproveitar o evento, que será melhor observado longe de ambientes urbanos.”A poluição atmosférica, tanto a de poeira quanto a luminosa, influencia fortemente na observação do fenômeno”, diz o professor.