Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China encerra sua mais longa missão espacial tripulada com sucesso

A nave Shenzhou 10 chegou à Terra nesta quarta-feira, após 15 dias em órbita

A quinta e mais longa missão espacial tripulada da China, lançada no dia 11 de junho, retornou à Terra com sucesso nesta quarta-feira, após completar operações de acoplamento manual no laboratório espacial Tiangong 1 (Palácio celestial). A nave Shenzhou 10 (Nave divina), com os astronautas chineses Nie Haisheng, Wang Yaping e Zhang Xiaoguang, chegou à Terra às 8h07 do horário local (23h07 de Brasília da terça-feira), em Siziwang, na Mongólia Interior (região autônoma da China).

Saiba mais

TIANGONG-1

O módulo experimental da estação chinesa tem 8 toneladas com formato cilíndrico e uma escotilha de acoplamento em cada ponta. A estrutura possui dois compartimentos, um para guardar carga útil e outro equipado com computadores e dispositivos de controle da espaçonave.

O módulo Tiangong-1 será um laboratório de testes para a futura estação espacial chinesa

Ajudados por equipes em terra no local da aterrissagem, os três astronautas saíram da cápsula sorridentes e cumprimentaram o público após 15 dias em órbita, nos quais realizaram dois acoplamentos com o laboratório Tiangong 1.

Nie Haisheng, o comandante da tripulação da Shenzhou 10, que completou sua segunda viagem ao espaço, foi o primeiro a sair da cápsula, seguido por Wang Yaping, a única mulher da missão, e Zhang Xiaoguang. “Somos sonhadores, agora realizamos nosso sonho e este não conhece fronteiras”, disse Zhang após sair do módulo.

Na semana passada, a astronauta Wang Yaping, a segunda mulher chinesa a viajar ao espaço, ministrou aulas de física por videoconferência para 60 milhões de crianças, na primeira “aula espacial” realizada pelo país asiático. “Cumpri dois dos meus principais sonhos: ser astronauta e professora”, disse Wang ao chegar da missão.

Conquista do espaço – Durante a viagem, os astronautas fizeram os primeiros reparos no Tiangong 1, mas o aparelho deve encerrar suas atividades em breve. O país asiático pretende enviar ao espaço em 2015 um novo laboratório, mais avançado, antes de desenvolver a primeira estação espacial permanente da China, prevista para 2020.

Desde a sua primeira missão tripulada em 2003, a China enviou dez astronautas e seis naves para o espaço.

Cronologia do programa espacial chinês

As datas mais importantes da longa marcha chinesa rumo ao espaço

  1. 1956 – a China, ainda uma sociedade predominantemente rural imersa na pobreza, inaugura seu primeiro Instituto de Pesquisas de Mísseis e Foguetes.
  2. 1960 o país desenvolve seu primeiro foguete, auxiliado por cientistas russos. O feito marca o início de uma série inteira de foguetes, todos nomeados CZ (abreviação de Changzheng ou “Longa Marcha”).
  3. 1970 em 24 de abril, a China se torna o quinto país do mundo a enviar um satélite para a órbita terrestre, quando o DFH-1 (Dong Fang Hong – ‘O Leste é Vermelho’) é lançado ao espaço a bordo de um foguete Longa Marcha.
  4. 1992 enquanto a China faz dos voos tripulados seu objetivo de médio e longo prazos, o Conselho de Estado ou gabinete adota o “projeto 921”, tão secreto quanto os projetos anteriores, mais conhecido pelo nome Shenzhou (“nave divina”).
  5. 1995 – o programa espacial chinês sofre um revés quando um foguete CZ-2E explode durante o lançamento em Xichang, na província de Sichuan (sudoeste), matando seis pessoas.
  6. 1999 a primeira nave espacial Shenzhou é lançada em 20 de novembro a bordo de um foguete CZ-2F e retorna à Terra após completar 14 órbitas. A bordo viajam quilos de amostras biológicas.
  7. 2002 a Shenzhou 3 é lançada em 25 de março, na presença do presidente Jiang Zemin. Em 1º de abril, após orbitar a Terra 108 vezes, a espaçonave volta à Terra.
  8. 2003 – em 15 de outubro, a Shenzhou 5 é lançada para um voo orbital, levando a bordo o primeiro taikonauta (astronauta chinês), Yang Liwei. Ele volta à Terra após 21 horas e 14 voltas ao redor da Terra.
  9. 2007 – a China lança a Chang’e-1, sua primeira sonda lunar, que orbita a Lua e tira fotos em alta resolução da superfície do satélite natural da Terra.
  10. 2008 – Zhai Zhigang conclui com sucesso a primeira caminhada espacial de um astronauta chinês.
  11. 2010 – em 1º de outubro, a China lança a Chang’e-2, sua segunda sonda lunar.
  12. 2011- em 29 de setembro, a China lança o módulo experimental Tiangong 1 ou “Palácio Celestial”, no primeiro passo rumo à construção de sua estação espacial, prevista para 2020.
  13. 2011 – em 1º de novembro, a China lança a Shenzhou 8 e realiza sua primeira operação de acoplamento no espaço.
  14. 2012 – em junho, a Shenzou 9 é lançada e torna-se a primeira missão tripulada chinesa a acoplar-se com o módulo experimental Tiangong 1. Participa desta missão Liu Yang, a primeira mulher astronauta chinesa a ir ao espaço.
  15. 2013 – em junho, a Shenzhou 10 é lançada, também com objetivo de acoplar-se com o módulo Tiangong 1. Wang Yaping se torna a segunda astronauta chinesa a ir ao espaço. Quinze dias depois, a nave retorna à Terra com sucesso.
  16. (Fonte: France Presse)

(Com Agências France-Presse e EFE)