Brasil firma acordo de cooperação aeronáutica com o MIT

Washington, 10 abr (EFE).- Dilma Rousseff e a presidente do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT), Susan Hockfield, conversaram nesta terça-feira sobre formas de aumentar a cooperação educativa enquanto firmaram um acordo sobre o desenvolvimento aeronáutico.

Dilma também participou de uma mesa-redonda de cientistas e estudantes do MIT, um dos centros de pesquisa mais prestigiados do mundo, com a intenção de explorar formas de cooperação em troca de estudantes e especialistas.

A presidente, que se reuniu na segunda-feira com o presidente americano, Barack Obama, participou da assinatura de um acordo entre a escola de Engenharia do MIT e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) do Brasil, segundo informou o MIT em comunicado.

As duas instituições se comprometeram a explorar uma ‘cooperação potencial’ e a trabalhar conjuntamente nos próximos seis meses para avaliar os tipos de troca mais viáveis.

Além disso, as duas escolas de engenharia acordaram intensificar o intercâmbio de estudantes, professores e pesquisadores e o desenvolvimento de programas educativos conjuntos.

O ITA foi criado em 1950 com a ajuda do MIT, é uma das universidades de estudos técnicos mais importantes do Brasil e prevê aumentar suas instalações com um novo centro de inovação.

Durante sua visita a Boston, Dilma e sua delegação também tiveram a oportunidade de almoçar e se reunir com o governador de Massachusetts, Deval Patrick, com quem conversou sobre possibilidades de intercâmbio estudantil e sobre as relações comerciais que unem este estado do norte dos EUA com o Brasil.

Para finalizar a visita, Dilma fará um discurso na Kennedy School da Universidade de Harvard. EFE