Avião solar que tentará dar volta ao mundo é revelado

Projetado para voar mais de 120 horas seguidas, o Solar Impulse 2 começa a viagem em 2015 na região do Golfo Pérsico. Várias escalas estão previstas

O avião experimental movido a energia solar Solar Impulse 2, que terá como desafio dar a volta ao mundo em 2015, foi apresentado nesta quarta-feira no aeroporto de Payerne, na Suíça. Este segundo protótipo da aeronave, alimentada exclusivamente pela energia de suas células solares, tem envergadura de 72 metros, a mesma de um Airbus A380, e 2.300 kg de peso, 150 vezes menos que o avião gigante da fabricante europeia.

Os pilotos Andrés Broshberg e Bertrand Piccard acumularam experiência com o primeiro protótipo – já voaram da Europa ao Marrocos, em 2012, e aos Estados Unidos, em 2013.

O Solar Impulse 2 foi projetado para voar mais de 120 horas seguidas – cinco dias e cinco noites -, tempo necessário para atravessar os oceanos. Em março de 2015, ele partirá da região do Golfo e irá em direção ao mar da Arábia, passando por Índia, Mianmar, China, Oceano Pacífico, Estados Unidos, Oceano Atlântico, sul da Europa, norte da África e, finalmente, de volta ao ponto de partida. Várias escalas estão previstas.

Leia também:

Avião Solar Impulse finaliza viagem pelos EUA

Galeria de imagens do Solar Impulse durante projeto de voo intercontinental

“O Solar Impulse não foi construído para transportar passageiros, mas mensagens. Queremos mostrar a importância do espírito empreendedor, para que as pessoas questionem o que dão como certo”, declarou Piccard.

De dia, o avião voará a uma altitude de 8.500 metros (com velocidade máxima de 140 quilômetros/hora), e, de noite, para economizar energia, descerá a 1.500 metros (limite de 90 quilômetros por hora). A aeronave é movida por quatro motores elétricos, cada um de 17,5 cavalos, alimentados por 17.248 células solares.

(Com agências France-Presse e EFE)