Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Arqueólogos descobrem ruínas de cidade de 1.200 anos

Localizada no Camboja, a cidade de Mahendraparvata foi construída 350 anos antes do famoso templo Angkor Wat, Patrimônio da Humanidade pela Unesco

Arqueólogos australianos descobriram uma cidade perdida na floresta do Camboja, no topo da montanha de Phnom Kulen, na região de Siem Reap. Mahendraparvata (nome conhecido por meio de inscrições antigas) foi erguida há cerca de 1.200 anos – 350 anos antes do famoso templo Angkor Wat, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, também localizado no Camboja – e soterrada há cerca de dez séculos, segundo estimativa dos pesquisadores.

A descoberta foi possível com o uso do Lidar, aparelho que emite lasers e analisa a luz refletida para “escanear” o ambiente. O Lidar foi colocado a bordo de um helicóptero que percorreu 370 quilômetros quadrados de florestas em Camboja em abril de 2012.

“Com esse instrumento, nós vimos surgir a imagem de uma cidade inteira, que ninguém nunca soube que existia”, contou Damian Evans, diretor do centro de pesquisa arqueológica da Universidade de Sydney em Camboja, ao jornal australiano The Age. “É simplesmente incrível.”

A expedição foi guiada por Heng Heap, ex-combatente do Khmer Vermelho (nome dado aos seguidores do partido Comunista do Camboja, que instauraram um regime de terror no país nos anos 1970, matando 1,7 milhão de pessoas, cerca de um quinto da população), e por meio de um GPS.

Os pesquisadores encontraram templos antigos, aparentemente intocados há séculos, e uma caverna com entalhes nas paredes, que era utilizada por eremitas entre os séculos 9 e 16. O Lidar também revelou centenas de colinas misteriosas, com alguns metros de altura, ao longo da cidade parcialmente soterrada. De acordo com Evans, uma das hipóteses é que se trate de sepulturas.

A tecnologia do Lidar foi utilizada pela primeira vez em 2009, no estudo da cidade maia de Caracol, em Belize. Recentemente, ele tem sido utilizado para escanear sítios arqueológicos da Europa.

Evans afirma que o tamanho total de Mahendraparvata ainda não é conhecido, porque a área analisada é limitada. “Pode ser que o que nós estamos vendo não seja a parte central da cidade. Muito trabalho ainda precisa ser feito para que a extensão dessa civilização seja descoberta”, disse o pesquisador.

Confira o local da descoberta

A cidade de Mahendraparvata foi encontrada na região de Siem Reap, no Camboja

Leia também:

Arqueólogos descobrem cidade mais antiga da Europa