Escolas de Samba

GAVIÕES DA FIEL

Fundação: 1/7/1969 / 1975 (fundação do bloco carnavalesco)
Cores: Preto e branco
Presidente: Antonio Alan Souza Silva (Donizete)
Quadra: Rua Cristina Tomaz, 183, Bom Retiro, São Paulo-SP
Telefone: 11 3221-2066
Site: www.gavioes.com.br

Sabrina Sato Sabrina Sato (Francisco Cepeda/AgNews)
  • Carnavalesco: Delmo Moraes, Fábio Lima e Igor Carneiro
  • Direção de Carnaval: Igor Carneiro
  • Intérprete: Ernesto Teixeira
  • Mestre de Bateria: Mestre Pantchinho
  • Rainha de Bateria: Tatiane Minerato
  • Madrinha da Bateria: Sabrina Sato
  • Mestre-sala e porta-bandeira: Bozó e Gi
  • Comissão de Frente: Helena Figueira
  • Enredo: “Verás que um filho fiel não foge à luta – Lula, o retrato de uma nação”
    áudio

  • AUTORES DO ENREDO: Grandão, Batata, Netinho, Max, Dentinho, Luciano, Mariano Araújo e Magrão R1.

Vai meu gavião…
Cantando a saga do menino sonhador
Um filho do sertão, cabra da peste… Irmão
Que deus pai iluminou!
Trouxe no sangue a coragem, a fé
O poder regendo seu destino!
Na cidade grande a esperança… O futuro promissor!
Traçou seu o caminho
Cresceu foi à luta… Pra vencer
E o sonho se torna real
Luiz Inácio o operário nacional!

Companheiro fiel… Por liberdade
Na corrente do bem… Contra a maldade!
Elo forte da democracia
A luz da nossa estrela guia!

Viu… No coração do Brasil
Tanta desigualdade
O retrato da realidade
A utopia buscando a dignidade!
Solta o grito da garganta e vem comemorar
A soberania popular
Felicidade…
O povo unido venceu
A cidadania resplandeceu
Uma nova era aconteceu!

Sou da nação, sou valente e festeiro
Corinthiano loucamente apaixonado!
Em oração a São Jorge guerreiro
Peço que o brasileiro seja sempre abençoado!

Hoje, mais do que nunca, a Gaviões da Fiel Torcida é o retrato de uma nação.

Sonhadora, aguerrida, laboriosa e que acredita, sobretudo, no poder da luta.
Nós, fiéis brasileiros, pedimos licença para retratar um pedaço importante da história do nosso povo. Uma história que também se mescla de forma indissolúvel à de um ser vitorioso capaz de provocar-nos empatia pelo seu carisma único, além de nos encher de orgulho pela sua trajetória marcada por lutas, superações e conquistas, tão semelhante à de tantos filhos fiéis desta terra.

Ao sintetizar o povo brasileiro, poderíamos contar a vida do João, a do Francisco, a do Roberto, da Eurídice ou a da Maria de Lourdes… Mas a síntese também poderia ser a da vida do Luiz. A história de um menino que nasceu pobre – como tantos brasileiros – saído do sertão e que, bravamente, numa biografia de superação, tornou real o sonho um dia sonhado. O sonho possível daquilo que, para muitos, seria o inalcançável. Mas o menino acreditou e isso bastava…

O hoje homenageado é filho fiel que não foge à luta. É o Luiz Inácio Lula da Silva. Ou, simplesmente, Lula; um ícone da nação brasileira e, por que não dizer, da nação corintiana. É hoje a fonte de nossa inspiração e de quem crê que tudo é possível quando se têm fé, anseio, bom coração e disposição para lutar.

Contaremos e cantaremos – como em rimas felizes e despretensiosas de cordel – a saga do menino guerreiro, numa grande ópera de identidade nacional, capaz de retratar, em seus versos e rimas, aspirações do menino pernambucano, do líder político e da figura humana tão parecida conosco.

Versos carregados de metáforas, hipérboles, pleonasmos em torno das aspirações e anseios do povo brasileiro trazendo à tona, também, a essência da literatura de cordel. A prosopopéia ilustrará o sentido simbólico para ilustrar determinados elementos, tornando seres irracionais, fatos e sentimentos em figuras alegóricas, facilitando a ilustração de fatos importantes da nossa história pelo contexto sociocultural, ao revelar o caráter dos fatos numa conotação viva e fabulosa.

Em nossos versos, o sofrimento dará vazão a glórias e, em fantasias coloridas, os gestos involuntários serão embalados pela linguagem mágica do carnaval. Seremos parte integrante dessa fábula carnavalesca, porque somos povo também. E juntos prestaremos, com as bênçãos de São Jorge Guerreiro e o espírito contagiante do folião, a homenagem merecida a esse ilustre filho do Brasil, também retrato fiel de uma nação…

Musas

Gracyanne Barbosa

As rainhas do carnaval carioca

Escolas de Samba

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados