Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Viúva de Amarildo está em Cabo Frio (RJ), afirma advogado

Elizabeth Gomes da Silva estava desaparecida há dez dias, segundo familiares

(Atualizado às 22h10)

Elizabeth Gomes da Silva, viúva do pedreiro Amarildo Dias de Souza, assassinado no ano passado, foi localizada na cidade de Cabo Frio (RJ) no início da noite desta quinta-feira, dez dias depois de seu desaparecimento. De acordo com o advogado João Tancredo, que representa a família de Elizabeth, ela ligou para uma sobrinha no Rio de Janeiro por volta das 18 horas.

Familiares da diarista confirmaram que ela tinha saído de casa, na Favela da Rocinha, Zona Sul do Rio, no último dia 30, e não havia dado notícias desde então. Elizabeth deixou os três filhos menores, que ficaram sob cuidados do irmão mais velho, Anderson, e de uma tia. Familiares disseram que pretendem buscá-la em Cabo Frio nesta sexta-feira.

Na próxima segunda, completa um ano que Amarildo foi detido por policiais militares e levado para a sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na favela, onde acabou torturado até a morte.

Drogas – Parentes de Elizabeth relatam que a viúva de Amarildo voltou a consumir drogas e bastante bebida alcoólica recentemente. “De um tempo para cá, ela começou a falar muito do meu tio. Voltou a usar drogas e a beber muito. Ela saiu de casa e não disse para onde estava indo. A gente está rezando muito para que não tenha sido a polícia. Não vamos achar que foi isso nesse momento”, disse a sobrinha Michele Lacerda, ainda quando o destino da tia era desconhecido. A família chegou a procurar pela viúva de Amarildo em hospitais e no Instituto Médico Legal (IML). Também procuraram na casa da mãe dela, em Natal, no Rio Grande do Norte.

Leia também:

Policial denuncia prática de tortura na UPP da Rocinha

O destino de Amarildo já estava traçado, revela promotora Como a polícia desvendou a trama de mentiras e suborno criada pelos PMs

(Com Estadão Conteúdo)