Vitória de Michel Temer na CCJ nas manchetes de 14/07/17

Com a troca de 13 integrantes da comissão, governo derruba relatório do deputado Sergio Zveiter

A vitória do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara está nas manchetes dos principais jornais do país nesta sexta-feira. Após manobras do Palácio do Planalto, entre elas a troca de 13 integrantes da CCJ, o governo derrubou o relatório do deputado Sergio Zveiter e aprovou voto separado pela rejeição da denúncia contra Temer. Segundo O Estado de S.Paulo, como retribuição ao apoio, presidente deve ampliar presença do Centrão no governo e reduzir o do PSDB

Folha de S.Paulo
Após manobras, Temer obtém vitória em comissão
Com mudanças na composição, CCJ rejeitou, por 40 votos a 25, parecer do relator Sergio Zv
eiter. O plenário da Câmara definirá se a denúncia será apreciada pelo Supremo (são necessários 342 votos entre 513 deputados). Devido ao recesso parlamentar, que começa na terça- feira, a votação foi marcada para 2 de agosto. A espera desagrada ao Planalto. Há o temor de que o possível prolongamento do desgaste causado pela crise política possa resultar em derrota.

O Estado de S.Paulo
Temer vence na CCJ e decisão no plenário fica para agosto
Como retribuição ao apoio na CCJ, Temer deve ampliar no governo o espaço do chamado Centrão – grupo informal de médios partidos. A negociação pode envolver pelo menos dois ministérios cobiçados: Cidades e Secretaria de Governo. As pastas são ocupadas hoje pelo PSDB, que liberou a bancada para votar na CCJ. Dos 7 deputados tucanos, 5 foram contra o governo.

O Globo
Trocas de deputados dão vitória a Temer na CCJ
Por meio do porta-voz, Temer elogiou a “coragem cívica” dos deputados que votaram a seu favor, e disse que foi uma vitória “da democracia e do Direito”. Sergio Zveiter acusou Temer de obstrução à Justiça com as manobras. O governo diz que, agora, será da oposição o ônus de pôr 342 deputados em plenário para votar.

Rio tem 15 turistas assaltados por dia
Dados inéditos revelam que, de janeiro de 2016 a fevereiro deste ano, o Rio de Janeiro teve 6.494 roubos e furtos a turistas. Um visitante é atacado a cada uma hora e 34 minutos, uma média de 15 assaltos por dia.

Valor Econômico
MP mantém sindicatos sem direito a recursos oficiais
O governo do presidente Michel Temer abandonou a ideia de resgatar o imposto sindical ou qualquer outra forma de contribuição compulsória, conforme pleiteavam as centrais sindicais. Minuta da medida provisória que vai regulamentar pontos da reforma trabalhista não trata dessa questão.

Zero Hora
CCJ rejeita denúncia contra Temer e decisão vai a Plenário
Convicto de ter mais do que os 172 votos necessários para impedir a autorização ao Supremo Tribunal Federal (STF) para abertura de ação penal, Temer desejava que a denúncia fosse votada e sepultada nesta sexta-feira no plenário da Câmara. Mas a falta de quórum às vésperas do recesso parlamentar, que se inicia na terça-feira, frustrou os planos.