Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vereador de SP sobre aumento do próprio salário: ‘Justo’

Milton Leite (DEM) diz que aumento é compatível com o vencimento de outros parlamentares do país. Vencimentos passam de 15.031,76 reais para 18.991,68 reais

Favorito a assumir a presidência da Câmara Municipal de São Paulo no próximo ano, o vereador Milton Leite (DEM) foi um dos signatários do projeto que reajustou em mais de 26% o salário dos próprios parlamentares. Minutos antes do início da sessão desta terça-feira, ele disse a VEJA que o aumento tinha “chances mínimas” de passar por falta de “condições políticas”.

Pois essas questões se resolveram rapidamente e o projeto foi aprovado em menos de cinco minutos por 30 vereadores de diferentes partidos, do PSDB ao PT, incluindo Leite. Além dele, assinaram a proposta como membros da Mesa da Casa os vereadores Adilson Amadeu (PTB) e Adolfo Quintas (PSD).

O democrata disse considerar o reajuste “nem muito, nem pouco”, mas “justo” e “compatível com o de outros políticos pelo país”.

Perguntado sobre o desgaste de o aumento vir justamente num momento em que crise econômica assola o país, afirmou que “política salarial é um negócio muito pessoal. O problema é que nós discutimos a nossa”. O vereador também cutucou os colegas que disseram não ao aumento. “Pergunta a eles se vão recusar agora. Pois deveriam, né?”

Por que o sr. é favorável a aumentar o próprio salário? Sou favorável porque é um reajuste abaixo da inflação. A inflação no período (de quatro anos) foi de cerca de 32%. E o nosso reajuste é de 26,3%.

Mas com toda essa crise econômica.. O projeto não vem em má hora, não é uma afronta à população? É um salário compatível com o de outros parlamentares do país. Eu diria que é sustentável. Política salarial é um negócio muito pessoal. Cada categoria deveria discutir a sua. O problema é que nós discutimos a nossa.

O sr. considera 15.000 reais pouco? Não estou dizendo que é pouco ou muito. É justo. Você fala em 15.000 reais. Mas são 11.017 reais (Leite abriu a gaveta e mostrou à reportagem o seu holerite, que é público). Você desconta. Então, não é tanto assim.

E o que o sr. achou dos vereadores que votaram não? Todos que votaram contra vão receber o aumento mesmo assim. É só poser. Gosta de posar de bonitinho. O que é isso? É hipocrisia. Então, diga agora: voto não, mas também não quero. Por uma questão de postura, eles deveriam fazer isso, né?

E o modo como a proposta foi aprovada, em menos de cinco minutos…  Foi rápida porque ninguém se inscreveu para falar [com exceção do vereador Toninho Vespoli (PSOL)]. Era só se inscrever para falar. Mas ninguém fez isso, né. Também não vi ninguém dizer que vai recusar o aumento.

Não acha errado votar o próprio aumento? Nós não votamos o próprio aumento, mas votamos para a próxima legislatura.

Sim, mas 33 vereadores foram reeleitos. Não seria melhor, então, ter discutido o aumento no início do ano? Olha, 22 vereadores não renovaram o contrato. E alguns deles até votaram a favor, mesmo com o desgaste. A eleição é um contrato com o povo. O povo te contrata para um trabalho de 4 anos. Não temos férias, não temos 13º. O pessoal também tem que considerar isso na recomposição do salário.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Nelson Marchetto

    sr. milton leite, posso lhe dizer uma gracinha, não vou dizer, devia, mas não vou. Você aumentou o seu salário na calada da noite no último dia de farra porque trabalho nunca vimos, o governo federal autorizou o aumento “excepcional”dos remédios, só que a minha aposentadoria não aumentou!!!

    Curtir

  2. Camilis Victoria

    Precisamos de uma intervenção militar ou então organizar um grupo armado e dar um fim nesses políticos corruptos, pois só entendem se for na bala. O Brasil precisa de uma revolução armada.

    Curtir

  3. Michelle Rombaldi

    Que vergonha! Estão rindo da cara do povo de São Paulo! Logo logo se igualam aos de Brasília.

    Curtir

  4. Geroldo Zanon

    Este vereador deve ser do PT

    Curtir

  5. Acho que o brasileiro reclama mais por inveja do que por indignação. Se as pessoas estivessem indignadas elas fariam alguma coisa a respeito mas como e apenas inveja todo mundo deixa passar.

    Curtir

  6. Depois de ler o que esse FDP, vagabundo, ladrão, canalha, covarde, traidor, sem vergonha, vomitou para a reportagem, o povo só tem uma coisa a dizer: VPQP, FDP, vá trabalhar, sem vergonha, maldito, aproveite e leve todos aqueles FDP comparsas ladrões, vagabundos.

    Curtir