Valadares deve presidir Conselho de Ética do Senado

Por Daiene Cardoso

São Paulo – O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-PB) deverá ser o novo presidente do Conselho de Ética do Senado. Devido ao impedimento do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), que é corregedor e já faz parte do Conselho de Ética, Valadares deve ser alçado ao posto por ser o parlamentar mais velho do órgão.

A reunião que definirá o novo presidente deste conselho será realizada às 14 horas desta terça-feira. Após a definição da presidência, será sorteado o relator do processo contra Demóstenes Torres (sem partido/GO), acusado de envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A abertura de processo disciplinar contra Demóstenes por quebra de decoro parlamentar foi pedida pelo PSOL.

O senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso, informou que reunião de hoje será aberta pelo presidente interino do Conselho, Jayme Campos (DEM-MT), que, na sequência, se declarará incapaz de deliberar qualquer ação contra Demóstenes Torres, pois ambos pertenciam ao mesmo partido político. Na terça-feira da semana passada, Demóstenes antecipou-se ao processo de expulsão do DEM e desfiliou-se da legenda.