Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Traficantes atiram contra PMs de UPP no Rio

Por Antonio Pita

Rio de Janeiro – A violência voltou ao Complexo do Alemão, na zona Norte do Rio de Janeiro, apenas uma semana após a instalação de duas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Na madrugada desta terça-feira, uma patrulha da Polícia Militar trocou tiros com dois homens armados na região conhecida como Coqueirinho, na favela Nova Brasília. Ninguém ficou ferido e os traficantes fugiram deixando para trás munições de fuzil, drogas e uma granada de fabricação caseira com os dizeres “Morte UPP”.

O tiroteio teve início após os policiais atenderem a uma denúncia anônima sobre um ponto de venda de drogas. Esta foi a segunda ocorrência ligada ao tráfico de drogas somente na última semana. No fim de semana, um menor foi apreendido pelos policiais com 315 pacotes de maconha. Apesar das ocorrências, o comandante da UPP em Nova Brasília, capitão Márcio Rodrigues, descartou reforçar o policiamento na unidade.

“Tivemos um reforço à noite, com PMs da Fazendinha, mas por enquanto não há necessidade de mais policiais. Estamos preparados e temos o apoio da comunidade que tem denunciado atitudes suspeitas”, disse Rodrigues. Segundo ele, outras denúncias de pontos de venda de drogas estão sendo investigadas.

No último dia 18, duas Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foram inauguradas no Complexo do Alemão. Em Nova Brasília, região onde aconteceu o tiroteio, 340 homens fazem patrulhamento comunitário. Outros 320 atuam na favela vizinha, chamada de Fazendinha. As duas comunidades foram as primeiras a receberem tropas da polícia pacificadora. Até o final de junho, seis unidades serão inauguradas antes da saída das tropas do Exército.