Tráfego na Rio-Santos e na Mogi-Bertioga é liberado

Rodovias foram bloqueadas após uma série de desmoronamentos provocados pela chuva que atingiu litoral paulista no final de semana

Depois de um dia bloqueadas em decorrência de uma série de quedas de barreiras, a rodovia Rio-Santos (SP-55) e a Mogi-Bertioga (SP-98) foram liberadas para o trânsito de veículos na tarde desta segunda-feira. De acordo com o DER (Departamento de Estradas e Rodagem) de São Paulo, as estradas voltarão a ser bloqueadas caso volte a chover na região.

A liberação total do trecho da Rio-Santos entre Maresias e Boiçucanga, em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, ocorreu por volta de 16 horas. O trecho de serra, entre os quilômetros 156 e 162, havia sido bloqueado no domingo, por volta de meio dia, após a queda de dez barreiras. Já a liberação do techo da SP-98, entre Bertioga e Biritiba Mirim, no quilometro 77, ocorreu por volta de 18h desta segunda. Antes da liberação total, policiais chegaram a realizar um comboio com os veículos que ficaram isolados em Biritiba Mirim, município que fica entre Mogi das Cruzes e Bertioga. A estrada estava bloqueada desde as 21h de domingo.

Isolamento- O bloqueio das duas estradas no domingo isolou turistas e moradores da região. Sem ter como cruzar a estrada, turistas que viajaram ao litoral norte neste final de semana decidiram retornar às pousadas e aos hotéis para aguardar a liberação das rodovias.

Em São Sebastião, as chuvas resultaram na uma morte de criança e deixaram 11 pontes danificadas. De sexta-feira até a noite de domingo, choveu mais da metade do esperado para todo o mês de março, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Na noite de domingo, o prefeito da cidade, Ernane Bilotti Primazzi (PSC), decretou estado de calamidade pública no município.