Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer e Cármen Lúcia antecipam conversa sobre crise em presídios

Preocupado com efeito dominó das rebeliões, presidente deixou a casa da presidente do STF neste sábado sem falar sobre massacres

O presidente Michel Temer se reuniu na manhã deste sábado, por cerca de duas horas e meia, com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para tratar da crise nos presídios, agravada com os assassinatos de presos em Roraima e Amazonas. O encontro, que ocorreu na casa da ministra, no Lago Sul, em Brasília, não estava registrado na agenda oficial de nenhum dos dois.

Temer deixou o Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência, por volta das 10h e seguiu para a reunião. Para não chamar a atenção, usou um carro prata, sem identificação, e não os tradicionais veículos oficiais pretos da Presidência da República. Ao sair, acenou para jornalistas, mas não deu declarações.

O presidente já havia conversado por telefone com Cármen Lúcia na sexta-feira. O encontro entre os dois estava previsto inicialmente para domingo, mas Temer solicitou que fosse antecipado diante da gravidade da situação. O presidente estaria, segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, muito preocupado com o “efeito dominó” das rebeliões em várias regiões do País.

Até agora, o Palácio do Planalto não conseguiu acertar o passo na estratégia de comunicação ao indicar que a segurança pública é, em primeiro lugar, uma questão a ser tratada pelos Estados. Nos bastidores, até mesmo ministros admitem que o governo federal passou uma imagem de “omissão” logo na virada do ano.

Na tentativa de não levar a crise para o Planalto, Temer demorou a se posicionar sobre a matança no presídio de Manaus. Depois, falou em “acidente pavoroso” e a expressão ganhou mais destaque do que as medidas anunciadas, como a construção de cinco presídios federais, consideradas um “factoide” até por aliados.

Na quinta-feira, Cármen Lúcia esteve em Manaus e se reuniu com presidentes de Tribunais de Justiça da região para discutir os problemas do sistema carcerário.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. FORA, TEMER!!!!!

    Curtir

  2. Benedito Tadeu

    Resultado de décadas de descaso querem resolver de uma vez só.

    Curtir

  3. Francisco Lemos

    Tragedia mesmo e ter de pagar os impostos mais caros do mundo sem nehum retorno ao cidadao.

    Curtir

  4. Celso Da Silveira

    O Temer me cansa. Jesus! O homem é totalmente incapaz de liderar. A Dilma foi um desastre sem precedentes, o antecessor uma catástrofe e agora um Temer insosso. Vixi!

    Curtir

  5. Ronaldo Luis

    O povo brasileiro tem que aceitar que o Brasil acabou cada um faça a sua parte como vamos pedir segurança saúde transporte educação ou qualquer outra coisa sendo que o próprio crime organizado são eles mesmos todo mundo sabe que o governo tem medo de mexer com facções criminosas se eles se rebelarem contra o governo o país vira uma guerra generalizada os políticos brasileiros são as piores espécie humana que você possa imaginar rasgaram a constituição anistiaram a corrupção entre eles e o saldo é esse que todo mundo tá vendo só não vê quem é cego.

    Curtir

  6. Ataíde Jorge de Oliveira

    PATETíççiA_100_FIM
    ora vejA
    MAS_tão-somente aTé
    No Ano Q Vem :
    1º) Em 2.018 : eLLege-se 1 Novo presidENT@
    2º) E, tb´, — D.TöFF äBI$COiTA a DiCTäTöR$HIP Dä$_PRE_L I M I N A R E$$ ( CF_5º_XXXV )
    e!
    ora vejA
    => Zé_FiNi : FeLLiZ_2.019 <=

    Curtir