Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer se diz ‘tranquilíssimo’, mas antecipa volta ao Brasil

Presidente também afirmou que confia na lealdade do presidente da Câmara, Rodrigo Maia

Com a aceleração do desmoronamento da base aliada de seu governo no Brasil durante viagem oficial à Alemanha, o presidente Michel Temer disse neste sábado que está “tranquilíssimo” para voltar ao país. No entanto, ele embarca de volta ao Brasil antes do fechamento do evento em Hamburgo, na Alemanha.

Temer deu a declaração a jornalistas pela manhã quando saía do hotel em que está hospedado para participar do último dia de eventos oficiais da cúpula de líderes do G20, grupo das 20 economias mais ricas do globo. Junto com a palavra, o presidente fez sinal de positivo com as duas mãos.

Ao deixar o Le Meridien, ele foi questionado sobre sua estratégia de atuação ao retornar ao País hoje diante da acentuação da crise política. “Vou continuar trabalhando pelo país, fazendo a economia crescer, como está crescendo, sem nenhum problema, e fazendo com que todos fiquem em paz”, afirmou.

Com a volta antecipada de Temer, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, representou o Brasil na cúpula até o fechamento da edição da reunião anual alemã.

Na noite de sexta-feira, 7, Temer disse que confia na lealdade do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que se tornou uma aposta para substituir o peemedebista caso ele seja afastado do cargo. Também cumprindo agenda oficial fora do Brasil, Maia – o primeiro da linha sucessória da Presidência da República – afirmou na Argentina que será sempre correto com Temer. Na quinta-feira, o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), disse que o país “caminha para a ingovernabilidade” na gestão Temer e afirmou que o deputado fluminense pode dar estabilidade ao país até 2018 e fazer a “travessia” do governo.

Em Hamburgo, o presidente disse que não tem porque duvidar da lealdade de Maia. “Acredito plenamente, ele só me dá provas de lealdade”, afirmou Temer. O presidente disse ainda que está tranquilo com a posição do PSDB sobre o governo e que tem “zero” de preocupação com uma debandada da legenda tucana do governo. O peemedebista afirmou que conversou com os quatro ministros do PSDB. “Me ligaram todos, me explicaram que a fala do Tasso não condiz com aquilo que pensa a maioria do PSDB”, afirmou o presidente.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Carvalho

    Agamelo típico de quem é “paciente terminal”.

    Curtir

  2. Alberto Ahrens

    Quem e mais nojento…os criminosos politicos e STF ou o militar. Todos no mismo barco de criminalidade.

    Curtir

  3. Alex Cardozo

    Fala isso porque nem a passagem de avião ele paga, tem seguranças, salário alto e aposentadoria de 100% garantida…é um crápula como todos os outros.

    Curtir

  4. Quo usque tandem abutere,Temer, patientia nostra? Quam diu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia populi? Patere tua consilia conjurationem non sentis? Nihil iteratum gravius delictum tuum habituale et continuatum? Nihil timor Populi? Constrictam iam horum omnium scientia teneri coniurationem tuam non vides?
    (Até quando, Temer, vais abusar da paciência do povo? Por quanto tempo vais zombar de nós? Que buscas com essa audácia desenfreada? Tu não dás conta de teus planos conjuratórios? Nem da tua grave delinquência habitual e continuada? Nem medo do povo? Tu não vês que a tua conspiração já é de pleno conhecimento de todos?)

    Curtir

  5. É Temer, com aquele clima desagradável, não dava pra ficar não!!!

    Curtir

  6. Tranquilíssimo é? Deus tá vendo!!!

    Curtir

  7. G 20: é o Grupo de 20 puxa saco que ainda tenta defender o indefensável.

    Curtir

  8. Amyr Feitosa

    é só dedar também e ir prá casa … vai prá casa seu Luria.

    Curtir