Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer antecipa encontro com Cármen Lúcia após novo massacre

Presidente está muito preocupado com o "efeito dominó" das rebeliões, que podem pipocar em várias regiões do país

O presidente Michel Temer vai se reunir neste sábado, 7, com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, para tratar da crise nos presídios, escancarada após as rebeliões em Manaus e em Roraima, que terminaram em massacres. Em conversas reservadas, auxiliares do presidente comparam a guerra entre facções criminosas a um “barril de pólvora” prestes a explodir e dizem que é necessário o Judiciário ajudar a encontrar soluções para o problema da superlotação carcerária.

Temer conversou nesta sexta por telefone com Cármen Lúcia. O encontro entre os dois estava marcado para domingo, mas o presidente solicitou que fosse antecipado, diante da gravidade da situação. Temer está muito preocupado com o “efeito dominó” das rebeliões, que podem pipocar em várias regiões do país.

Até agora, o Palácio do Planalto não conseguiu acertar o passo na estratégia de comunicação ao indicar que a segurança pública é, em primeiro lugar, uma questão a ser tratada pelos Estados. Nos bastidores, até mesmo ministros admitem que o governo federal passou uma imagem de “omissão” logo na virada do ano.

Na tentativa de não levar a crise para o Planalto, Temer demorou a se posicionar sobre a matança no presídio de Manaus. Depois, falou em “acidente pavoroso” e a expressão usada ganhou mais destaque do que as medidas anunciadas, como a construção de cinco presídios federais, consideradas um “factoide” até por aliados.

Ainda nesta sexta, horas depois de o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, anunciar as diretrizes do novo Plano Nacional de Segurança, uma polêmica envolvendo a recusa do governo federal em enviar tropas da Força Nacional para reforçar a segurança nos presídios de Roraima, meses antes da rebelião, provocou mal-estar no Planalto.

Interlocutores de Temer atribuem a Moraes boa parte dos problemas de comunicação em relação à crise nos presídios. Na quinta-feira, minutos antes da reunião do Núcleo Institucional do governo, um ministro que participaria do encontro perguntou onde estava Temer. “Alexandre de Moraes já privatizou o presidente”, respondeu outro colega, irônico, ao lembrar que o titular da Justiça é pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    EU QUERO É MAIS!!! LIMPEZA GERAL, TÁ LIGADO?

    Curtir

  2. Adilson Nagamine

    O controle do tráfico acirra as guerras entre traficantes. E o colapso das instituições. Bandido caça bandido nas favelas. E virou rotina nos presídios. E o governo desconectado só fala abobrinhas. Adilson Nagamine. Estou no plus.google.com vai publicar?

    Curtir

  3. Não soltem bandidos porque fatos como estes ocorreram e ocorrem. É lastimável e uma vergonha, típico de país sub-desenvolvido. As gestões da coisas públicas nesta república, é deprimente há muito tempo. A sociedade que trabalha, luta para sua sobrevivência dignadamente, está sendo massacrada pelos bandidos soltos de todas as matizes, pelos que não retornaram aos presídios, enfim, há uma indústria da impunidade e da fomentação do caos para privilégios de entes e agentes que só veem o poder e enriquecimento próprio como objetivo de vida.Assim não dá, uma nova república precisa ser implantada já, e a constituição prevê como fazer intervenção, antes que seja tarde demais.

    Curtir

  4. * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Curtir

  5. A Abril também se vendeu? Medíocre na 4 Rodas e pior na Veja. Vocês me dão vontade de vomitar!

    Curtir

  6. Massacre será a reforma da Previdência. FORA, TEMER!!!!!

    Curtir

  7. Nelson Marchetto

    Método “Joe Arpaio” neles minha gente, pesquisem esse nome, é o Xerife de Maricopa no Arizona EUA, vão ver como os bandidos se comportam e melhor “trabalham para a comunidade”!!!

    Curtir

  8. Alvaro Montagna

    Não adianta ficar só na conversa. Tem que mudar esse ministro da justiça que além de incompetente não sabe absolutamente nada sobre segurança e é um atrapalhado. Quem fez o trabalho dele em São Paulo foram os seus subordinados. Enquanto o Temer tiver ministros desse tipo não vamos progredir!

    Curtir

  9. housekeeping

    sabe o que vai acontecê após esse encontro? n a d a!

    Curtir