Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Show de rock prejudicou candidatos em SP no primeiro dia do Enem

O evento ocorria no Espaço das Américas, próximo a um dos locais onde a prova foi aplicada; estudante criou petição para anular o exame

Quem fez a prova do Enem no último domingo (5), na Universidade Nove de Julho (Uninove) campus Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo, teve que lidar com as músicas altas de uma banda de rock que se apresentava no Espaço das Américas, local onde são realizadas formaturas e grandes eventos. Como a casa de show fica muito próxima à faculdade, a concentração dos candidatos foi prejudicada.

As janelas da sala onde Bruany Bianchi, de 25 anos, fez a prova, ficam em frente ao espaço onde ocorria a apresentação. Segundo Bruany, tudo ocorreu ao ar livre, o que deixou o barulho mais intenso e complicou a situação dos candidatos. Essa é a segunda vez que a estudante realiza o exame.

Bruany tenta uma vaga para o curso de medicina, um dos mais concorridos no país, e, por isso, precisa atingir uma boa pontuação na prova. O som alto, segundo ela, começou ainda antes do início da prova, com a passagem de som, mas não despertou suspeitas de que ocorreria um show e sim uma espécie de ‘recepção’ aos estudantes.

“Quando você vai prestar vestibular, geralmente os veteranos tocam algumas músicas e depois param, mas não foi o que aconteceu. Acho que os alunos não se manifestaram nesse primeiro momento porque dava a impressão de que era isso, a música ia e voltava, mas quando começou a prova, o som ficou muito alto”, conta.

Ao terminar a prova, Bruany filmou a situação com autorização de uma das fiscais, e publicou em sua página em uma rede social para comprovar o ocorrido. Veja o vídeo abaixo.

Show marcado

Outro evento ocorrerá no próximo domingo (12), dia em que os estudantes realizarão a segunda parte da prova. Para evitar que o barulho volte a incomodar os estudantes, Bruany organizou uma petição pública solicitando o cancelamento da prova para aqueles que realizaram o exame no campus Barra Funda e a proibição de um novo evento na mesma data do segundo dia do exame. Até o momento, 3.906 pessoas assinaram o documento.

O barulho incomodou a maioria dos alunos que fizeram o exame na Uninove campus Barra Funda. Alguns choravam e se desesperaram com a situação, outros, como Bruany, não conseguiram ler todas as questões por causa da dificuldade de concentração e tiveram que marcar alternativas aleatórias.

A estudante conversou com a coordenadora da faculdade, que informou que todos os anos ocorre a mesma coisa. “Onde está a fiscalização do Inep se todo ano acontece isso?”, indagou Bruany. Os fiscais da sala onde a jovem realizou a prova também estavam, segundo ela, “incrédulos com a situação”. A coordenadora da faculdade tentou reverter a situação conversando com os organizadores do evento, mas sem sucesso. Assim,  entrou em contato com a polícia, que foi ao local e não pôde fazer nada, já que havia alvará da prefeitura.

Agora, os candidatos tentam barrar o próximo evento. Procurada, a  assessoria do Espaço das Américas ainda não respondeu às solicitações da reportagem e não se posicionou sobre o assunto.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mailliw Serafim

    palhaçada do inep

    Curtir