Sem acordo, ônibus voltam a parar nesta terça-feira

Motoristas e cobradores decidiram iniciar greve de 48 horas após audiência com representantes do sindicato patronal

O Rio de Janeiro terá mais um dia com problemas de transporte público nesta terça-feira. Motoristas e cobradores de ônibus decidiram iniciar greve de 48 horas a partir de 0h desta terça-feira. Assim como ocorreu no dia 8, quando a cidade viveu um dia de transtornos, a paralisação foi organizada à revelia do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do município do Rio (Sintraturb). O grupo dissidente, que não aceita o dissídio coletivo assinado pelo Sintraturb, participou nesta segunda-feira de uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que terminou sem acordo.

Na audiência presidida pela vice-presidente do TRT-RJ, desembargadora Maria das Graças Paranhos, representantes do Rio Ônibus, sindicato das empresas da capital, não aceitaram negociar com a comissão, alegando que o grupo não tem legitimidade para representar os motoristas e cobradores. Os líderes do movimento grevista exigem reajuste salarial de 40% e aumento no valor da cesta básica, de 150 reais para 400 reais.

Na última quinta-feira, o desembargador Nelson Tomaz Braga indeferiu pedido de liminar contra o movimento dos rodoviários. O indeferimento foi em resposta ao pedido de dissídio coletivo de greve ajuizado pela Rio Ônibus. Segundo o TRT, a partir de agora, o Sintraturb terá cinco dias para apresentar sua defesa. O problema, no entanto, é que a ação, impetrada pela Rio Ônibus, é direcionada ao Sintraturb, que não só discorda da greve, como não tem o poder de mediação com os rodoviários favoráveis à paralisação.

Depredação – Segundo a Rio Ônibus, a greve da última quinta-feira terminou com quase 500 ônibus depredados. Os rodoviários, por sua vez, dizem que infiltrados na categoria promoveram os ataques aos coletivos para prejudicar a imagem dos grevistas.

Leia também:

Dia de greve termina com quase 500 ônibus depredados

Black Blocs já estão de carona na greve dos ônibus no Rio