Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Salvador: Prefeitura apreende 210 litros de ‘príncipe maluco’ e outras bebidas clandestinas

Autoridades de saúde alertam que mistura de álcool com estimulantes pode causar até AVC

A prefeitura de Salvador informou nesta terça-feira que apreendeu no carnaval deste ano 210 litros de bebidas artesanais. Entre elas, as principais estão “príncipe maluco”, “capeta” e “nevada”.

Em nota, a administração municipal fez um alerta de que o consumo dessas bebidas, que associam álcool com estimulantes, pode causar um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O “príncipe maluco”, por exemplo, é composto por vodka, whisky, conhaque, catuaba, guaraná em pó, cravo e mel, entre outros ingredientes.

“O risco do consumo dessas misturas – que associam álcool com estimulantes – é muito grande. As reações são das mais adversas e podem chegar a situações graves, como um AVC”, disse o médico neurologista Antonio Andrade, em nota da prefeitura. O volume apreendido neste ano é bem menor do que o recolhido no ano passado – cerca de 646 litros. Segundo a prefeitura, o número de atendimentos médicos por intoxicação alcoólica também diminuiu – de 457 para 415 casos.

“Acho que essa redução mostra que estamos no caminho certo. O nosso mérito maior não é apreender, mas perceber que as pessoas têm se conscientizado dos perigos da ingestão desse tipo de mistura”, afirmou, em nota, a secretária da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), Rosemma Maluf.

Leia também:

Homem é espancado e morto em região próxima ao circuito Barra Ondina, em Salvador