Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio tem 40% dos ônibus em circulação

Greve chegou à Baixada Fluminense, mas nas seis cidades com mobilização de rodoviários a adesão é reduzida, com circulação é de 80% da frota

No segundo dia da greve dos rodoviários, o Rio de Janeiro tem 40% da frota de ônibus urbanos em circulação nesta quarta-feira, de acordo com a prefeitura da cidade. O volume de veículos em atividade é bem superior aos 10% da terça-feira, primeiro dia de paralisação, mas ainda aquém do necessário para dar tranquilidade aos usuários de transporte coletivo. A liminar expedida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ), que determinou a volta de 70% dos rodoviários ao trabalho, não foi cumprida – o que deve acarretar multa de 50.000 reais por dia para o sindicato da categoria.

O movimento grevista foi ampliado neste segundo dia de paralisação e chegou a seis municípios da Baixada Fluminense: Nova Iguaçu, Belford Roxo, São João de Meriti, Nilópolis e Mesquita. Nesses locais, no entanto, a adesão à greve é menor, e há 80% dos coletivos em atividade.

Na capital, houve esta manhã 16 ônibus depredados, segundo a Rio Ônibus. Na terça-feira, os protestos de grevistas deixaram 158 ônibus depredados. Três rodoviários, acusados de atacar veículos, foram presos. Outras cinco pessoas foram detidas.

A prefeitura do Rio manteve nesta quarta-feira a operação de contingência iniciada na terça-feira. O plano prevê que trens, metrô e barcas operem em um esquema especial para atender a demanda maior, com funcionamento semelhante ao dos horários do pico ao longo de todo o dia. Foi suspensa, a partir desta manhã, a autorização para que veículos particulares trafeguem pelas faixas seletivas de ônibus.

Leia também:

Justiça determina que 70% dos rodoviários voltem ao trabalho

Sem acordo, ônibus voltam a parar nesta terça-feira

Dia de greve termina com quase 500 ônibus depredados

Greves ameaçam parar o Rio no mês da Copa do Mundo

(Estadão Conteúdo)