Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reformas da Previdência e trabalhista nas manchetes de 20/04/17

Jornais destacam recuos na mudança da aposentadoria e vitória do Planalto na Câmara para alterações da CLT

As duas grandes reformas em andamento no Congresso Nacional, a trabalhista e a da Previdência, estão nas manchetes dos jornais nesta quinta-feira. A Folha de S.Paulo destaca a vitória do governo na Câmara na aprovação do regime de urgência para a reforma trabalhista. Em O Globo e O Estado de S.Paulo reportagens tratam da dificuldade do Planalto em aprovar a reforma na aposentadoria.

O Globo
Pressões levam a novos recuos na Previdência
O relator Arthur Maia adotou regras mais generosas para a previdência rural e divulgou uma “errata”, sinalizando que vai aliviar as exigências no regime de transição dos servidores. O governo teme que pressões de outros grupos levem a mais recuos. 

Fachin dividirá inquéritos da Odebrecht
Cerca de 40% dos 76 inquéritos abertos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, a partir das delações de ex-executivos da Odebrecht serão redistribuídos, por sorteio, a outros ministros. Sairão da alçada do relator da Lava Jato os casos sem relação direta com a Petrobras. 

O Estado de S.Paulo
Por reforma da Previdência, governo endurece com aliados
Mesmo com regras mais brandas do que as propostas originalmente, o número de deputados contrários à reforma da Previdência continua maior do que o de favoráveis. O governo subiu o tom e decidiu cobrar dos ministros que enquadrem as bancadas aliadas, sob pena de perderem os cargos. 

Delação agrava situação de Lula em relação a sítio de Atibaia
Detalhes dados por delatores da Odebrecht sobre a participação da construtora na reforma de um sítio em Atibaia agravaram a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Destacado pela empresa para acompanhar a reforma, o engenheiro Emyr Diniz Costa Junior disse que ajudou a elaborar contrato falso para esconder a participação da Odebrecht e comprou cofre para guardar R$ 500 mil repassados, em espécie, pela empresa.

Folha de S.Paulo
Câmara dá celeridade à reforma trabalhista
Um dia após derrota no plenário da Câmara, aliados de Michel Temer (PMDB) refizeram votação e aprovaram requerimento para acelerar a discussão da reforma trabalhista proposta pelo presidente. O placar mostrou 287 votos a favor e 144 contra — na véspera, foram 230 favoráveis. Houve grande mobilização dos líderes da base aliada e do Planalto para reduzir as defecções. O texto muda vários itens da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Valor Econômico
Odebrecht negocia acordos e incorpora caixa 2 a balanços
O grupo Odebrecht busca construir pontes para atravessar o período de falta de dinheiro em caixa e assegurar sua sobrevivência. A empresa espera fechar nos próximos dias alguns acordos que lhe darão fôlego financeiro.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Nathan Khornnes

    Eu não entendo como são aceitas e acatadas pelo nobre povo da nação brasileira reformas políticas feitas por políticos corruptos que deveriam estar num reformatório para delinquentes, é uma piada de mau gosto.

    Curtir