Rede vai apoiar Leprevost no segundo turno

Partido da Marina Silva foi a única que definiu apoio até o momento. Demais legendas devem se reunir nesta semana

A Rede foi a única a sigla, até agora, a manifestar apoio a um dos candidatos à prefeitura de Curitiba. O partido de Marina Silva vai apoiar Ney Leprevost (PSD) no segundo turno. No primeiro turno, a legenda fazia coligação com o PMDB, do candidato Requião Filho. As outras seis coligações vão decidir, ao longo da semana, se apoiam Rafael Greca (PMN) ou Leprevost.

A posição mais aguardada é a do atual prefeito, Gustavo Fruet (PDT). Segundo o secretário de governo municipal, Ricardo Mc Donald, Fruet deve anunciar o apoio – ou a posição de neutralidade –, entre a próxima terça e quarta-feiras.

Leia também:
Sergio Moro é aplaudido por eleitores em Curitiba

Requião Filho (PMDB) tende pela neutralidade. Durante o primeiro turno, ele criticou duramente Greca por sua aliança com o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e por isso garantiu que não vai apoiar o candidato. A reunião com o partido ainda não tem data.

A coligação da candidata Maria Victoria (PP), integrada por seis partidos, vai se reunir apenas na semana que vem, também sem data definida. É provável que ela apoie Rafael Greca, já que, no último debate antes do primeiro turno, na RPC, os dois pareciam ter feito uma “dobradinha”, pois se escolhiam mutuamente na hora das perguntas, sempre em tom amigável.

Ainda nesta semana, também deverão se posicionar os candidato Tadeu Veneri (PT) e Xênia Mello (PSOL). Ambos devem ter mais dificuldade para manifestar apoio a algum dos dois candidatos, por causa da diferença ideológica.