Polícia Federal deflagra operação contra grupo de extermínio

O comandante da PM de Goiás, tenente-coronel Ricardo Rocha, foi conduzido coercitivamente de Goiânia a Brasília para prestar depoimento na sede da PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira a segunda fase da Operação Sexto Mandamento, que visa a desarticular um grupo de extermínio que conta com a participação de policiais militares de Goiás. De acordo com o telejornal Bom Dia Brasil, o comandante da PM de Goiás, tenente-coronel Ricardo Rocha, foi conduzido coercitivamente de Goiânia a Brasília para prestar depoimento na sede da PF.

Ao todo, a PF cumpre três mandados de prisão temporária e dezessete de condução coercitiva – onze deles contra PMs, nas cidades de Goiânia, Alvorada do Norte e Formosa. Cerca de 140 policiais estão envolvidos na operação.

Essa segunda fase investiga duas mortes e dois desaparecimentos no Estado. Os investigadores suspeitam que o grupo é responsável por mais 100 mortes desde 2010.

O nome da operação é uma referência ao sexto mandamento bíblico, “Não matarás”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Triste em saber a participação de policiais no grupo de extermínio. A população, cada vez mais insegura, quando se vê participação de homens da segurança!

    Curtir

  2. jair fernando possebon

    Eles prendem o judiciario solta, dai de tanto ver a pouca vergonha desse desmando, eles acabam desovando o miliante, fazer o que…

    Curtir

  3. Micky Oliver

    SE TÁ MATANDO BANDIDOS, DEIXA!!! PRENDER PARA QUÊ? PARA AMANHÃ O VAGABUNDO SER SOLTO PELA “JUSTIÇA” E SAIR RINDO DA CARA DO POVO????

    Curtir

  4. Ataíde Jorge de Oliveira

    PLANO PILOTO : Marco ZERo! — Ora vejA A Capital da República.BR

    Curtir

  5. Cézar Oliveira

    cadê o meu comentário….

    Curtir

  6. Fora bandidos petistas

    A polícia prende o vagabundo e o judiciário solta, a polícia prende de novo o vagabundo e o judiciário de novo solta, aí a polícia prende novamente o vagabundo aí vem o judiciário novamente e solta….Por essa safadeza em prol do bandido provocada pelo judiciário que as ruas estão impestiadas de bandidos cometendo todo e qualquer tipo de crimes inclusive matando 70 mil cidadãos de bem por ano pela violência nas ruas… Então a polícia tem que pegar e matar mesmo, mas muito mais que isso aí dito… aí vem esses malfeitores bandidos da justiça querendo perseguir esses bons policiais em vez de lhe darem medalha de honra ao mérito. .. o bom policial que se presa não aceitaria nem investigar esse caso muito menos aceitar as ordens de prendê – los… revolta Brasil, temos que virar a página dessa má estória, B*O*L*S*O*N*A*R*O presidente 2018 urgente, hj foi Donald Trump nos USA e em 2018 tem que dar B*O*L*S*O*N*A*R*O, a única esperança para o cidadão de bem que deseja o fim da corrupção, o fim da bandidagem e a volta da ordem, progresso saúde educação é justiça social.

    Curtir

  7. Cesar8002UTB

    A única coisa importante a saber e se só exterminam bandidos. Se for isso então deviam ganhar medalhas.

    Curtir

  8. Rubens Ferreira da Silva

    O problema dessa prática, de exterminar bandido, está em tornar-se viciosa, a ponto do policial não perder a paciência, o equilíbrio mental e emocional, e não conseguir mais distinguir entre um cidadão de bem e um elemento criminoso, Quando for pensar nas consequências, o dedo já apertou o gatilho.

    Curtir

  9. Rubens Ferreira da Silva

    Corrigido:
    O problema dessa prática, de exterminar bandido, está em tornar-se viciosa, a ponto do policial perder a paciência, o equilíbrio mental e emocional, e não conseguir mais distinguir entre um cidadão de bem e um elemento criminoso, Quando for pensar nas consequências, o dedo já apertou o gatilho.

    Curtir