Exame não constata lesões em mulher de Victor

Segundo a polícia, não foram constatadas lesões aparentes no corpo de Poliana

A delegada Danúbia Quadros, da Polícia Civil de Minas Gerais, afirmou nesta segunda-feira que o exame de corpo de delito em Poliana Bagatini, mulher do cantor Victor, da dupla “Victor & Léo”, deu negativo. Segundo ela, não foram constatadas lesões aparentes no corpo de Poliana. O inquérito ainda está em andamento, sem conclusão. A polícia aguarda ainda o laudo das câmeras do prédio, já que não há testemunhas.

Victor foi acusado de agredir a sua mulher, Poliana Bagatini, no final de fevereiro. Na ocasião, Poliana, que está grávida, relatou que foi jogada no chão pelo companheiro, que desferiu diversos chutes nela. Ao tentar sair do apartamento, a moça foi impedida por um segurança e pela irmã do cantor. Ela teria conseguido sair do apartamento somente quando uma vizinha, que ouviu os gritos, acionou o elevador.

A empresária ainda teria recebido diversas ameaças da família do cantor após deixar o prédio. A partir das declarações, a Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o caso.

Um dia depois de registrar a suposta agressão, Poliana Bagatini publicou no seu perfil na rede social Instagram um post e uma carta na qual diz que pretende retomar a vida com seu marido.

Na publicação, ela afirma que se sentiu no “dever de esclarecer os fatos”. “De uma hora para outra, vi meu nome e de minha família expostos na mídia. Me senti no dever de esclarecer os fatos que foram veiculados. Espero que uma vez esclarecido possa voltar a me dedicar ao meu marido, à minha filha e à minha gravidez”, escreveu.

Na carta, dela confirma ter ocorrido “um grande desentendimento familiar”, mas que “Victor não me machucou e nunca me machucaria”. “Para comprovar a inexistência de qualquer lesão, resolvi fazer perícia no IML (Instituto Médico Legal)”, afirmou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ele vai dar a volta por cima. A história dela estava bem ruinzinha.

    Curtir

  2. Historinha mal contada por ambos, muito interesse na jogada, nunca ninguém saberá o que realmente aconteceu, a não ser os próprios….

    Curtir

  3. A estorinha dessa baixaria tá me lembrando de uma ilustração tudo haver com o caso:
    Isso é igual a abrir um travesseiro de penas no alto de uma montanha em dia de ventania…JUNTAR AS PENAS JAMAIS………..A BESTEIRA TÁ FEITA CARA, SE RECOLHE E FICA QUIETO

    Curtir

  4. Marcos Adriano Marcello

    Lucas Davila Pinto Hamdan, eu não me referi à esposa do Victor, coprólito, mas às feminazi que, quando a notícia foi divulgada, se acharam no direito de prejulgar o Victor, sem dar a ele o direito de ampla defesa e de contraditório! Entendeu, bocó?

    Curtir