Polícia Civil mira em corrupção e lavagem de dinheiro em Furnas

A operação Barão Gatuno, como foi chamada, tem como base a delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, durante as investigações da Lava Jato

Policiais civis do Estado do Rio de Janeiro cumprem nesta quinta-feira 33 mandados de busca e apreensão para investigar um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro na empresa de energia Furnas, subsidiária da estatal Eletrobrás. A operação, chamada de Barão Gatuno, tem como base a delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, durante as investigações da Operação Lava Jato.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça estadual e estão sendo cumpridos pela Delegacia Fazendária, responsável pela investigação do esquema, com o apoio de 15 delegacias e da Coordenadoria de Combate à Corrupção do Laboratório de Tecnologia e Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil do Rio.

Também apóia a operação a Polícia Civil de São Paulo, já que alguns mandados estão sendo cumpridos no estado.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Flávio Pereira

    Cadeia!

    Curtir

  2. Ataíde Jorge de Oliveira

    BöRDëLL_RI@–baHíA
    Da Colônia ao ïmpéRIO
    $ANgUE–$ugANDO A Na_
    _ÇãO

    Curtir