Planalto não se manifesta sobre denúncia de Janot contra Temer

Logo após a entrega da acusação ao STF, presidente se reuniu no Planalto com a advogada-geral da União, Grace Mendonça, em encontro que não estava na agenda

O Palácio do Planalto não vai se manifestar a respeito da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção passiva protocolada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo um auxiliar do presidente, “é zero” a chance de que o porta-voz oficial da presidência, Alexandre Parola, faça algum tipo de pronunciamento nesta segunda-feira.

Logo após a apresentação da denúncia, Temer se reuniu no Palácio do Planalto com a advogada-geral da União, Grace Mendonça, em encontro que não constava da agenda oficial.

Já os assessores de comunicação e o porta-voz Alexandre Parola subiram para o andar do gabinete de Temer para conversar com o presidente e definir a estratégia de resposta à denúncia.

O Planalto tem evitado se manifestar sobre temas jurídicos envolvendo o presidente e respondido que quem fala da área jurídica são os advogados privados do presidente,  Antonio Claudio Mariz de Oliveira e Gustavo Guedes. Até as 22h, eles não haviam se manifestado sobre a denúncia.

Lei aqui a íntegra da denúncia contra Temer.