Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para ex-cônsul, sexo com menor é “normal” no Brasil

Um ex-diplomata americano – acusado de manter relações sexuais com menores de idade no Brasil e no Congo e filmar os encontros – afirmou que esses países aceitam esse tipo de relação com adolescentes. A afirmação foi feita diante da Justiça dos Estados Unidos.

Gons G. Nachman, de 42 anos, se declarou culpado em abril pelas acusações, informou nesta sexta-feira a agência AP. Ele admitiu que manteve relações sexuais com meninas entre 14 e 17 anos enquanto foi cônsul no Brasil e no Congo.

A Justiça americana, porém, recusou o argumento apresentado pelo ex-diplomata de que as vítimas merecem menos proteção porque não nasceram nos Estados Unidos. Por fim, o juiz do caso concordou em adiar até 22 de agosto a decisão sobre a pena, até que o ex-cônsul seja psicologicamente analisado. A Promotoria pede 20 anos de prisão.

O advogado de defesa, Stephen Stine, alega que o exame mostrará que as diferenças culturais fizeram com que o ex-diplomata acreditasse que era permitido esse tipo crime. O ex-cônsul é acusado também de pressionar mulheres a fazer sexo em troca de vistos americanos.