Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Funaro e novo inquérito contra Temer nas manchetes de 13/09/17

Para Rodrigo Janot, há indícios de que presidente e Rocha Loures tenham cometido crimes de corrupção e lavagem de dinheiro

Uma nova investigação contra o presidente Michel Temer, autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, está nas manchetes dos principais jornais do país nesta quarta-feira. No Globo, Lúcio Funaro, operador do PMDB, contou que tinha conta conjunta com Geddel e afirmou que acerto com Joesley Batista era de R$ 100 milhões por seu silêncio.

Folha de S.Paulo
Supremo abre nova investigação sobre Temer
Luís Roberto Barroso autorizou a abertura de um inquérito para investigar o presidente e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) sob suspeita de beneficiar a empresa Rodrimar, que atua no porto de Santos, no litoral paulista. Para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, há indícios de que ambos tenham cometido crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na edição de decreto sobre portos. 

Estado de S.Paulo
Inquérito contra Temer e análise de provas elevam tensão no STF
Sob um clima de tensão entre Ministério Público, Judiciário e governo, o plenário do STF julga hoje a suspeição de Janot para conduzir investigações contra Temer, e uma questão proposta pela defesa do presidente que pode limitar o uso das provas obtidas por meio da delação da J&F. Temer quer a “sustação” de eventual nova denúncia de Janot contra ele até a conclusão de investigação sobre fatos envolvendo o empresário Joesley Batista. 

O Globo
Funaro diz ter provas contra Temer e reforça denúncia
Funaro entregou à Justiça documentos que, segundo ele, comprovariam propina de R$ 1,5 milhão ao presidente Temer. Contou que acertara receber R$ 100 milhões de Joesley Batista por seu silêncio, e que tinha conta conjunta com o ex-ministro Geddel. As acusações reforçarão a nova denúncia que Janot deverá fazer contra Temer. 

Rodovia terá concessão tapa-buraco
Sem dinheiro para a manutenção de rodovias federais, o governo lançará novo modelo de concessão, com prazo de dez anos. Empresas teriam obrigação de tapar buracos, cortar o mato, manter a sinalização e fazer pequenas obras. A Invepar devolveu a concessão da BR-040.

Valor Econômico
Consumo puxa economia e faz disparar ações do varejo
No momento em que a bolsa de valores brasileira ganha impulso e o Ibovespa rompe níveis históricos, ações de companhias de varejo básico e consumo de eletrodomésticos, vestuário e alimentação proporcionam ganhos extraordinários a seus acionistas.

Correio Braziliense
Governo lança hoje PDV para servidores federais
Em mais uma iniciativa para reduzir gastos com pessoal, o Planalto dá início nesta quarta-feira a programa que estimula servidores do Executivo Federal a pedir desligamento voluntário, licença incentivada ou redução da jornada de trabalho. Não será permitida a adesão de médicos peritos e de supervisores médicos peritos do INSS.