Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Rio, João Doria nega candidatura a presidente em 2018

Prefeito de São Paulo se encontrou com empresários na capital fluminense e afirmou que quer ser "querido pelo povo" 

Em encontro com empresários nesta segunda-feira no Rio de Janeiro, o prefeito de São Paulo, João Doria Jr. (PSDB), voltou a negar que pretende ser candidato à presidência em 2018. “Não sou candidato a nada, sou candidato a ser o melhor prefeito de São Paulo”, e emendou: “Meu compromisso é fazer uma cidade melhor e um país melhor. Nisso só tem uma bandeira, e ela não é vermelha, é verde e amarela”.

Embora tenha negado as intenções presidenciáveis, Doria aproveitou a agenda no Rio para criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chamado pelo tucano de “sem-vergonha”, e afirmou que quer ser “querido pelo povo”. “Lula tem a cara de pau de dizer que o país precisa do PT e da moralidade. Lula é o maior sem-vergonha do país e deu aula de imoralidade. Eu não. Não estou na Lava Jato e não recebi dinheiro da JBS”, disparou João Doria.

Pouco antes do evento, em um encontro rápido e reservado com o prefeito carioca Marcelo Crivella (PRB), Doria já havia alfinetado o PT ao afirmar que o país enfrenta “13 anos de recessão e 14 milhões de desempregados”.

Novato no ninho tucano, o prefeito paulistano foi elogiado por correligionários no Rio. “Sua gestão em São Paulo é uma esperança para o futuro do nosso Brasil, nesse momento tão difícil. Acompanhamos seu trabalho e achamos que ele deve se expandir para o Brasil”, afirmou o deputado estadual Carlos Osório (PSDB).

A jornalistas, João Doria disse que a decisão do PSDB de manter apoio ao governo do presidente Michel Temer após a delação-bomba do empresário Joesley Batista não é “irrevogável”. Apesar disso, ele entende que o partido deve esperar a decisão da Justiça.

“Se houver uma situação que implique o presidente Temer em uma culpa flagrante, evidentemente que o PSDB deve reavaliar esse apoio. Mas, enquanto isso, o partido não pode precipitar um juízo. Enquanto [o governo] merecer a estabilidade governamental com os ministros do PSDB, temos que oferecer essa garantia, mas não em caráter irrevogável”, afirmou.

Questionado sobre o destino do correligionário Aécio Neves (PSDB-MG) em caso de condenação, Doria admitiu que o momento é “delicado para o PSDB”, mas voltou a argumentar que é preciso aguardar o judiciário. Na palestra com empresários minutos antes, o prefeito, sem citar nomes, falou que a legenda cometeu erros.  “Nós temos que olhar para dentro do partido. Também temos que fazer o mea culpa e reconhecer nossos erros”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Hermes Alves de Matos

    Palhaço hipócrita! Tá se lambendo pra ser candidato e fica com fingimento. Mas não me engana, afinal é amigo do Aécio, afilhado do Geraaaaaaallllllllllldo, discípulo do Serra, FHC e todo os safados do PSDB…

    Curtir

  2. Miguel Araújo

    Esse aí é um bunda mole. Só tem valentia pra dependente químico da cracolandia. Os verdadeiros bandidos estão em sum frente e nada faz. Decepção total esse Dorinha.

    Curtir

  3. Severino de Araújo Ferreira

    Doria está setíssimo. Tem que se preservar para o momento certo.

    Curtir

  4. Severino de Araújo Ferreira

    Correção: Doria está certíssimo, tem que se preservar para o momento certo.

    Curtir

  5. Esse é o cara, não o Lula que é sem vergonha. Muitos brasileiros ainda vão votar nesse rapaz para presidente. Ele vai ganhar de Lula. Terá 61% de votos contra 39% do larapio. O pior é que o larápio ainda tem 39% de mal informados. Só no Nordeste Lula tem 60%. No Norte tem 55%. No Centro-Oeste tem 40%. No Sul tem 30% e no Sudeste tem 25%.

    Curtir

  6. Bolsonaro 2018!

    Curtir

  7. Marco Ferrari

    vaõ colocar ele a fórceps

    Curtir

  8. Jailson Alves de Souza

    Com todo o respeito às várias opiniões e posicionamentos partidários, temos que pensar em votar no HOMEM, pois, os partidos me parecem exatamente iguais quando nos referimos a idoneidade que se requer uma legenda politica, quando nos referimos aos políticos que aí estão chegamos ao fundo do poço. Precisamos de mudanças, novas lideranças, se possível, sem vícios desta casta antiga de políticos profissionais, sem este hereditarismo, precisamos votar com consciência e eleger representantes do povo, para o povo e pelo povo. É assim que iniciaremos a grande mudança que precisamos enquanto brasileiros. ORDEM E PROGRESSO, pelo amor de Deus!!!

    Curtir