Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Rio, 51 morreram em decorrência da dengue em 2011

Por Fábio Grellet

Rio de Janeiro – O município do Rio de Janeiro registrou ao longo do ano passado 77.165 casos de dengue, o que corresponde a mais de 23 vezes o número de registros de 2010, que foi de 3.268. O balanço de 2011 foi divulgado hoje pela Secretaria Municipal da Saúde. Cinquenta e uma pessoas morreram em decorrência da doença no ano passado. O caso mais recente ocorreu em 1º de agosto de 2011. Em 2010 houve nove mortes devido à dengue na cidade. Campo Grande, na zona oeste, foi o bairro do Rio que registrou o maior número de casos em 2011 (14.699). Na zona sul houve 6.107 casos.

Hoje também foi divulgado o balanço preliminar sobre a primeira semana de 2012. Nesse período ocorreram 64 casos, a maioria (20) na região da Leopoldina (zona norte), e ninguém morreu. Durante a primeira semana de 2011 foram 248 casos em toda a cidade, a maioria na zona oeste. Embora o número preliminar da primeira semana de 2012 represente queda em relação a 2011, a prefeitura prevê que o número de casos aumente neste ano, causando a maior epidemia já registrada na cidade, em especial devido à proliferação de dois novos tipos de dengue, até então incomuns na cidade. O recorde atual é de 2008, quando ocorreram 120.917 casos.

Para combater os focos do mosquito, agentes municipais fizeram ao longo de 2011 mais de 5 milhões de visitas a imóveis. Durante essas inspeções foram eliminados 1,88 milhão de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. A prefeitura também lançou uma campanha educativa que recomenda aos moradores usar dez minutos da semana para limpar a própria casa.