Nações manifestam solidariedade às vítimas da tragédia de Santa Maria

Na reunião da Comunidade de Estados Latino Americanos e Caribenhos (CELAC) com a União Europeia, o presidente do Chile, que sedia o encontro, pediu aos chefes de Estado que fizessem um minuto de silêncio

Representantes de diferentes países do mundo enviaram recados de solidariedade ao Brasil por causa das 232 mortes em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, na madrugada deste domingo. O governo do Reino Unido divulgou nota de luto pelo incêndio na boate Kiss. O ministro britânico de relações exteriores, Hugo Swire, afirmou estar “profundamente triste com a notícia do trágico acidente em Santa Maria”. “Meus pensamentos e sinceras condolências às famílias que perderam seus entes queridos. Desejo uma rápida recuperação para as centenas de vítimas que estão sendo tratadas nos hospitais”, disse o ministro britânico.

Chile – Na cerimônia de encerramento da reunião da Comunidade de Estados Latino Americanos e Caribenhos (CELAC) com a União Europeia, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, o anfitrião do encontro, abriu o discurso pedindo aos chefes de Estado e de governo presentes que ficassem de pé e fizessem um minuto de silêncio em respeito aos mortos na tragédia de Santa Maria.

Durante a reunião fechada dos presidentes, antes do encerramento, o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Antonio Patriota, informou que estava representando a presidente Dilma Rousseff, que havia deixado o país, seguindo direto para Santa Maria, para dar apoio às vitimas da tragédia.

O chanceler chileno, Alfredo Moreno, também comentou a tragédia: “Gostaria de expressar as condolências ao povo e ao governo do país irmão do Brasil”, disse. “Isso não somente enluta todo o país irmão do Brasil, mas todos os países”, afirmou Moreno.

Alemanha – A chanceler alemã Angela Merkel também ofereceu condolências à delegação brasileira que participa do encontro da Comunidade de Estados Latino Americanos e Caribenhos com a União Europeia em Santiago, no Chile. Segundo a emissora de televisão alemã Deutsche Welle, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, expressou a “mais profunda solidariedade” de Berlim com as vítimas da tragédia. “Estou profundamente abalado com esta terrível acidente”, disse Westerwelle.

México – O governo do México expressou “as mais sinceras condolências” ao Brasil. A Secretaria de Relações Exteriores dirigiu a mensagem mexicana de pesar “ao governo, ao povo do Brasil, e, especialmente, aos familiares das vítimas do triste incêndio”.

Brasil – O governo do Rio de Janeiro colocou a Força Estadual de Saúde e o Hospital de Campanha do estado à disposição do governo do Rio Grande do Sul.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, enviou nota lamentando as mortes em Santa Maria. “Nesta terrível tragédia quero manifestar meu pesar, tristeza e solidariedade ao povo de Santa Maria, em especial aos familiares, amigos e toda juventude do Rio Grande do Sul”, disse.

O informe mais recente do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio Grande do Sul informa que, do total de vítimas mortas, 120 são homens e, 112, mulheres. Muitos dos mortos eram estudantes da Universidade Federal de Santa Maria.

(Com Agência Estado e EFE)