Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na Esplanada dos Ministérios, vassouras contra corrupção

Objetivo é 'varrer a corrupção do Congresso', segundo ONG que organizou ato

O gramado da Esplanada dos Ministérios, em frente ao Congresso Nacional, amanheceu nesta quarta-feira tomado por 594 vassouras verde e amarelas. Trata-se de um protesto contra a corrupção promovido pela ONG Rio de Paz.: cada vassoura representa os 513 deputados e 81 senadores que compõem o Legislativo nacional. A ONG é a mesma que organizou a Marcha Contra a Corrupção no Rio de Janeiro, e já realizou um protesto similar nas areas da Praia de Copacabana.

Em 19 de setembro, o cartão-postal carioca amanheceu com vassouras fincadas na areia e um cartaz que dizia que a função delas era “varrer a corrupção do Brasil”. No dia seguinte, 2.000 pessoas tomaram as ruas da Cinelândia, também na capital do Rio de Janeiro, com as vassouras nas mãos e gritos de ordem que se dividiam entre o fim da impunidade aos corruptos, aumento de salário dos bombeiros, reinvindicações de aposentados e até protestos contra a usina de Belo Monte.

O movimento contra a corrupção no Brasil ganhou força no dia 7 de setembro, quando 25.000 pessoas tomaram a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, com o rosto pintado de verde e amarelo, atraindo para si os holofotes que seriam para o primeiro desfile da Independência do qual a presidente Dilma Rousseff participou. Na mesma data, 4.000 manifestantes fizeram o mesmo na Avenida Paulista, em São Paulo.

Os protestos chamaram a atenção de quem sentia falta da mobilização social no país. Em todos os atos, os organizadores rejeitam bandeiras e símbolos que remetam a qualquer partido político. No entanto, essa posição pode não sustentar o movimento, que terá que entrar no jogo político para alcançar resultados práticos.