Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Muitos gostariam de me desestabilizar, diz Perillo

Por Ricardo Brito

Brasília – O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), afirmou nesta terça na CPI do Cachoeira que “muitas pessoas” gostariam de desestabilizá-lo. Perillo disse que a tentativa de desgastá-lo vem especialmente de quem faz oposição ao governo dele. Para o governador, há quem queira usar a CPI para tentar desmoralizá-lo porque ele disse ter avisado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de denúncias de tentativa de cooptar parlamentares a aderir à base aliada antes do escândalo do mensalão, em 2005.

“Eu diria que muitas pessoas ligadas a alguns segmentos que são oposição a mim tentam usar a CPI com este objetivo: me desmoralizar, me desgastar”, afirmou. “Eu nunca imaginei que um aviso (ao ex-presidente Lula) poderia ter tanto problema para mim”, disse.

O governador afirmou que tem expectativa de que a CPI faça um “relatório sério” e esclareça se houve alguma irregularidade no episódio da venda da sua casa, das suas contas de campanha e se ocorreu algum benefício ao grupo do contraventor Carlinhos Cachoeira.

Perillo disse que tem recebido um bom tratamento do governo Dilma Rousseff. “Eu tenho aqui que reafirmar uma coisa: tenho recebido por parte de ministros do governo e da presidenta Dilma um tratamento republicano”, afirmou.