Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mortes em SP e alta das despesas públicas nas manchetes do dia

Levantamento por bairro revela que índice de assassinatos na capital paulista se equipara tanto ao de países seguros quanto violentos

Um levantamento sobre os assassinatos na cidade de São Paulo e o crescimento das despesas de órgãos públicos acima do teto de gastos estão nas manchetes dos principais jornais do país nesta segunda-feira. Estudo da Folha de S.Paulo desvenda, bairro a bairro, a geografia das mortes na capital. No Globo, reportagem revela que despesas do Tribunal de Contas da União (TCU) crescem 10% este ano, enquanto o limite é de 7,2%. No Estado de S.Paulo, descontos para contribuintes são aplicados por ao menos 14 governos estaduais e 16 de capitais meio de programas de parcelamentos de dívidas (Refis).

Folha de S.Paulo
Mapa da morte em SP espelha da Suécia ao México
Levantamento traduz realidades que oscilam entre números de países avançados, como a Suécia, refletida nos índices do Jardim Paulista, e nações conflagradas, a exemplo do México, espelhado no Jaçanã. O Jardim São Luís é o campeão em números absolutos, com 43 crimes registrados neste ano. Isso significa 16 mortes por 100 mil habitantes, o dobro da média da capital. A média brasileira é de 27. 

Empresa alvo de inquérito sobre Temer atua sem contrato em SP
O grupo Rodrimar, pivô da mais recente investigação sobre o presidente Michel Temer, ocupa área no porto de Santos sem contrato com o poder público. O Ministério Público Federal suspeita que dirigentes tenham negociado propina para o presidente e que a empresa tenha se beneficiado de decreto presidencial sobre portos assinado em maio. Todos negam. 

O Globo
Até TCU ultrapassa teto de gastos federal
De janeiro a agosto, o crescimento das despesas de diversos órgãos do governo superou o limite estabelecido na lei do teto de gastos. No caso do TCU, as despesas acumulam alta de 10,1%, patamar inferior apenas ao da Defensoria Pública da União (18,9%). A Justiça do Trabalho registra alta de 7,8%, enquanto o próprio Executivo viu suas despesas crescerem 7,4% até agosto. 

O Estado de S.Paulo
Estados já perdoam até 100% de multa tributária
Em meio à crise financeira, pelo menos 14 Estados e 16 capitais decidiram dar descontos a contribuintes devedores por meio do Refis em 2017. Em mais da metade dos casos, há o abatimento de 100% de multas ou juros (ou de ambos) para pagamentos à vista. Técnicos da Receita Federal e especialistas na área alertam que esse tipo de iniciativa premia o mau pagador com descontos, em detrimento de quem paga em dia. 

Valor Econômico
Projeto prevê participação do Tesouro em socorro a bancos
O Tesouro poderá ser acionado para socorrer instituições financeiras em dificuldade, algo vedado hoje pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A possibilidade está prevista na revisão do marco legal usado pelo Banco Central (BC) para lidar com problemas dos bancos.

Correio Braziliense
DSTs avançam entre os jovens brasiliense
Em cinco anos, a Secretaria de Saúde registrou 29 mil casos de doenças sexualmente transmissíveis. O levantamento mais recente, sobre o período de 2010 a 2015, aponta 3.010 infecções de Aids, 4.290 de sífilis, 6.550 de condiloma e 3.063, de úlcera genital. Para especialistas, a população mais jovem banalizou o risco das doenças sexuais e deixou de usar o preservativo.