Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Modelo brasileira é encontrada morta na China

Relatos indicam que Camila Bezerra, de 22 anos, teria caído da janela do apartamento onde morava, no 14° andar; família pede ajuda para repatriar corpo

Uma modelo brasileira de 22 anos, que morava e trabalhava na China, foi encontrada morta na manhã do dia 1º de janeiro, na cidade de Guangzhou, no sudeste do país asiático. Segundo relatos colhidos pela polícia chinesa, a cearense teria caído da janela do banheiro do apartamento onde morava, no 14° andar de um edifício residencial. A morte foi confirmada pelo Itamaraty.

Identificada como Camila Bezerra, ela é natural do Ceará e morava na China desde agosto, onde dividia um apartamento com outras cinco brasileiras.

Segundo relatos publicados na internet por parentes e amigos da modelo, o corpo de Camila foi encontrado na área de lazer de um condomínio. Uma das colegas de apartamento teria estranhado que uma janela estava aberta e ao olhar para fora do prédio viu o corpo da modelo. Ainda segundo esse relato, Camila havia saído para comemorar o ano-novo e teria voltado às cinco da madrugada, pouco antes de ser encontrada morta.

Transporte – Desde que foram informados da morte, amigos e parentes da modelo – entre eles a mãe da jovem, Goreth Bezerra – se mobilizaram em redes sociais para pedir ajuda financeira para realizar o transporte do corpo para o Brasil. Na tarde desta quarta-feira, o governo do Ceará informou em nota oficial que vai assumir as despesas do translado do corpo. O gabinete do governador Cid Gomes afirmou ainda que já encaminhou um ofício ao Itamaraty. As despesas com a repatriação do corpo devem custar 15 000 dólares (cerca de 30 000 reais), segundo o governo.

Ainda não há previsão de quando o corpo de Camila Bezerra deve chegar ao Ceará. O Itamaraty afirmou que diplomatas estão cuidando do caso e que o contato com as autoridades chinesas está sendo difícil, já que é feriado no país até o dia 3 de janeiro.