Meirelles minimiza críticas da PGR sobre PEC do teto para gastos

A PGR questionou a constitucionalidade da proposta e recomendou que o Congresso arquive a medida de austeridade

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou neste sábado que o questionamento da Procuradoria-Geral da República à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos não afetará o apoio para a medida no Congresso. A PGR questionou a constitucionalidade do teto proposto, que limita os gastos à taxa da inflação por vinte anos, e recomendou que o Congresso arquive a medida de austeridade.

“É legítimo de todos manifestarem sua opinião e defenderem seus interesses”, disse Meirelles a jornalistas em Washington, de acordo com gravação fornecida por sua assessoria de imprensa. Questionado se o parecer da PGR pode reduzir o apoio para a medida, Meirelles disse: “Não acredito. A proposta é uma proposta bastante correta, ponderada, que contempla todos os poderes igualmente e não deixa nenhuma possibilidade de interferência do executivo em poderes específicos”.

O limite está no coração do plano de austeridade do presidente Michel Temer para reduzir um déficit fiscal que custou o grau de investimento ao Brasil no ano passado.

Veja também

Meirelles também disse estar confiante de que haverá quórum na Câmara dos Deputados para a primeira rodada da votação da PEC, agendada para segunda-feira. A aprovação do limite, que puniria órgãos federais com gastos excessivos, requer duas votações no plenário da Câmara dos Deputados e mais duas no Senado. É necessário obter uma maioria de três quintos em cada uma delas.

(Com agência Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fábio Luís Inaimo

    Teto neles já!!!

    Curtir

  2. Gilson Peces

    O GOVERNO QUER QUE TODOS OS OUTROS PODERES FIQUE SEM DINHEIRO, PRINCIPALMENTE A JUSTIÇA QUE NÃO TERA DINHEIRO PARA INVESTIGAR A TURMA DELE QUE ESTA CADA VEZ MAIS EMROLADA NA LAVAJATO

    Curtir

  3. João carlos

    Rodrigo Janot é um petista ou uma mente fraca que está se deixando contaminar por essa gente do PT e desse partidinho PC do B,esses canalhas que derrubaram opaís com suas roubalheiras.

    Curtir

  4. Abram a caixa preta da Justiça e do MP, e irão descobrir muita falcatruas. Porque os ministros do supremo recebem auxílio moradia???

    Curtir

  5. Rômulo Pinheiro

    Porque o sr Janot não se pronuncia sobre a inconstitucionalidade do fatiamento da votação do impeachment ? Dos salários abusivos e astronômicos de juízes e desembargadores ? Inconstitucional é continuar gastando como fazia o seu patrão, o pt, quebrando o país, e a conta sobrar para o cidadão pagar.

    Curtir

  6. Adilson Silva

    Mandem esse Meirelles pastar! Fora com esse desgraçado!

    Curtir