Manifestantes fecham rodovias em Belo Horizonte e região

Alunos impedem passagem de carros em avenida próxima ao centro da capital; bloqueios ocorrem sem incidentes, afirma polícia

Minas Gerais voltou a registrar protestos nesta semana. Manifestantes fecharam algumas das principais rodovias que cortam a região metropolitana de Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira. Em pelo menos seis municípios da região metropolitana da capital foram registrados protestos.

Na BR-040, que liga a capital mineira a Brasília, cerca de 100 moradores de Esmeraldas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), fecharam o km 503 nos dois sentidos em protesto contra a má qualidade do transporte público no município. Em Betim, moradores do bairro Citrolândia fecharam, no início da manhã, a BR-381, que faz a ligação entre Belo Horizonte e São Paulo. De acordo com a PRF, o grupo liberou a pista no meio da manhã e mantém a manifestação às margens da rodovia. Já em Juatuba, a MG-050 foi interditada nos dois sentidos do km 63 por manifestantes que exigem a presença do prefeito e reivindicam a construção de uma passarela.

Segundo a Polícia Militar, moradores de Santa Luzia também saíram às ruas e fecham a avenida Brasília, uma das principais do município. De acordo com a PM, a manifestação seria por melhoria no saneamento no bairro Frimisa. Outro grupo fechou ainda a LMG-808, em Contagem.

Já na capital, alunos da Escola Estadual Professor Leon Renault fecharam parte da avenida Amazonas, próximo ao Centro. Segundo a polícia, todos os atos ocorrem de forma pacífica. Na capital, uma nova manifestação está marcada para quarta-feira.

Jogo – Belo Horizonte, que é uma das sedes da Copa das Confederações, tem sido um dos principais palcos de confronto entre manifestantes e policiais e receberá na quarta-feira, uma das semifinais do torneio, entre o Brasil e o Uruguai. No sábado, 32 pessoas foram presas por suspeita de atacar a polícia e cometer atos de vandalismo.

(Com Estadão Conteúdo)