Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestação no Bahrein contra projeto de união com Arábia Saudita

Milhares de pessoas convocadas pela oposição se manifestaram, nesta sexta-feira, no Bahrein contra um projeto de união com a Arábia Saudita, informaram testemunhas.

Marchando por uma estrada que une vários povos xiitas ao redor da capital, Manama, os manifestantes gritaram palavras de ordem hostis ao projeto de união.

“Não à união, Bahrein não se vende”, “O país não está em leilão”, repetiram em coro os manifestantes, que responderam ao protesto convocado pela oposição xiita sob o lema, “Dispostos a se sacrificar pelo Bahrein”.

Ao final da manifestação, em que houve incidentes de destaque, a oposição destacou “o direito do povo bareinita à autodeterminação”.

“Toda decisão que afete a soberania do Bahrein (…), sem consultar o povo atavés de referendo (…) representativo será nula”, acrescentou a oposição em um comunicado.

A oposição acusa as autoridades de tentar, com este projeto de união, “esquivar” suas responsabilidades diante da “profunda crise política e constitucional” que o país vive desde a repressão sangrenta, no ano passado, de um movimento de protesto que pedia a instauração de uma monarquia constitucional.

Na repressão do movimento, em março de 2011, participaram fontes sauditas, que apoiaram a dinastia sunita no poder perante os protestos animados pelos xiitas, majoritários neste pequeno país do Golfo.

As seis monarquias do Golfo decidiram nesta segunda-feira, ao fim de uma cúpula em Riad, prosseguir o estudo de um projeto de união, que poderia fundir em um primeiro momento a Arábia Saudita e o Bahrein. A oposição xiita do Bahrein, apoiada pelo Irã, se opõe firmemente ao projeto.