Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lewandowski será eleito presidente do STF na sexta

Eleição para presidente da Casa segue o critério da antiguidade: é eleito o mais antigo ministro que ainda não ocupou a cadeira máxima do tribunal

O ministro Ricardo Lewandowski, que protagonizou com Joaquim Barbosa os mais duros embates ao longo do julgamento do mensalão, será eleito nesta sexta-feira o novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). A eleição foi convocada por Barbosa para o dia 1º de agosto, data de retorno dos trabalhos do Poder Judiciário.

A eleição para presidente do STF segue o critério da antiguidade: é eleito o mais antigo ministro que ainda não ocupou a cadeira máxima do tribunal. Por esta regra, Lewandowski passará a ser presidente e a ministra Cármen Lúcia a vice-presidente.

O ministro Joaquim Barbosa anunciou sua aposentadoria no final de maio e, de acordo com o próprio magistrado, o processo administrativo sobre o caso já está em fase final de tramitação, o que justifica convocar o processo de escolha do novo presidente.

Em julho, na última sessão antes do recesso do Poder Judiciário, Barbosa declarou que deixava o STF “absolutamente tranquilo, com a alma leve e com o cumprimento do dever”. Presidente da Corte durante o desfecho do maior julgamento criminal do STF, Barbosa reconheceu na ocasião que suas decisões provocaram conflitos, mas disse ter a sensação de “dever cumprido”. “Esse é o norte principal da minha atuação: pouca condescendência com desvios, com essa inclinação natural a contornar os ditames da lei e da Constituição. Eu comprei briga nessa linha sempre que achei que havia desvios, tentativas de desviar-se do caminho correto, que é aquele traçado pela Constituição. O resto não tem muita importância.”