Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça decreta prisão de acusado de matar passageiro no metrô no Rio

Edvardo Camelo Costa foi reconhecido pelo irmão nas imagens captadas pelas câmeras de segurança

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou prisão temporária do homem identificado como o responsável por atirar contra o auxiliar de serviços gerais Alexandre de Oliveira, na estação de metrô Uruguaiana, na última sexta-feira. Oliveira morreu na hora. O tiroteio ainda deixou outro homem ferido.

Edvardo Camelo Costa foi acusado de latrocínio – roubo seguido de morte. Segundo informações da concessionária MetrôRio, a vítima foi atacada por três assaltantes enquanto comprava bilhetes para embarque. Costa atirou contra o auxiliar e roubou a bolsa que ele carregava. Oliveira faleceu no local. O outro usuário, Diogo Pinto Muinos, foi ferido na perna e socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Leia também:

Suspeito de furtos é amarrado e agredido no Rio

Polícia realiza operação em favela após morte de soldado de UPP

O pedido de prisão temporária foi ajuizado pela Polícia Civil e decretado pela juíza Maria Isabel Pena Pieranti, do Plantão Judiciário. Segundo os autos processuais, o irmão do acusado compareceu espontaneamente à delegacia e fez o reconhecimento de Costa nas imagens captadas pelas câmeras de segurança do metrô.

Na decisão, a juíza ressaltou que “não se intimidam os delinquentes em agir em locais públicos, providos de câmeras e de vigilantes, muito movimento, à luz do dia. Covardemente audaciosos e vorazes, buscam o ganho fácil, mesmo que a vítima seja pessoa humilde e de parcos recursos.”

(Da redação)