Joesley afirma que Temer antecipou a ele queda nos juros; BC nega

Informação está em delação do empresário; presidente teria dito que queda seria de 1%, o que foi confirmado na primeira reunião do Copom após o encontro

O Banco Central emitiu nota no início da tarde desta quinta-feira negando que o presidente Michel Temer (PMDB) tivesse antecipado ao empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, que haveria um corte na taxa de juros Selic.

O repasse da informação privilegiada – que levaria o empresário a ter ganhos no mercado financeiro – consta da delação premiada do empresário, homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e foi antecipada pelo site O Antagonista e confirmada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o BC, as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) “são tomadas apenas durante as reuniões e são divulgadas imediatamente após seu término por meio de comunicado” na internet. “Portanto, não existe possibilidade de antecipação da decisão a qualquer agente, público ou privado. Sinalizações sobre possíveis futuras decisões são emitidas nos documentos oficiais do Banco Central”, diz a nota.

Segundo as informações veiculadas, Temer teria antecipado o corte da taxa Selic em um ponto percentual em conversa gravada pelo empresário no dia 7 de março, à noite, no Palácio do Jaburu, onde mora o presidente. Foi nesse encontro que o peemedebista teria dado aval a Joesley para que pagasse propina para garantir o silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB).

Pouco mais de mês depois, na primeira reunião após o encontro entre Temer e Joesley, o Copom reduziu a taxa em um ponto percentual, para 11,25%.

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. A JBS comrpou um fortuna em dólares antes da delação. Parece surreal, de ponta a ponta, por dentro e por fora, de baixo para cima e de lado a lado essa corja busca quaisquer oportunidades para cometerem crimes. Achei muito sem sentido uma delação com anistia completa de crimes, tendo eles cometido tantos crimes, pelo menos a redução da pena, mas não a extinção da mesma. Um ABSURDO…

    Curtir

  2. Ataíde Jorge de Oliveira

    A mim, e à Torcida do Timão, também; e, mais ainda sobre o Câmbio : Ah se meus Fusca falasse.rs.R$.rs

    Curtir

  3. Quanta besteira! Até o Zé da esquina sabia que a redução estava progredindo e que todos os especialistas indicavam 1 ponto.

    Curtir

  4. Napoleao Gomes

    Brasil, muita atenção com esses corruptos que afundaram o BNDES; esses irmãos são sócios do Lulinha.

    Curtir

  5. Fábio Luís Inaimo

    Burrice, é não ver oque esta ocorrendo! O brasil esta a meio caminho da bolivarianização, judiciário aparelhado age nas sombras para derrubar o governo e prender opositores! O segundo passo será a retomada do poder pela esquerda bolivariana ! Abre o olho brasil !!!

    Curtir

  6. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Concordo plenamente com você Fabio Luiz Inaimo. Só os idiotas não percebem o que está havendo por trás dos bastidores do MPF.

    Curtir

  7. Engraçado que o Sr. Friboi começa no áudio dizendo que fazia tempo que queria falar com Temer e que podia contar com ele nesse empreitada. Se era o primeiro encontro em 1 ano de Temer presidente como ele informou Joesley…Esse negócio tá muito estanho dês do primeiro momento. A globo fez uma zuada fenomenal, quando sai o áudio diz que é inconclusivo e ainda pode te sido adulterado pela empresa que foi contratada pra gravar. Estão querendo que o Brasil vire a Venezuela, sem lei e quebrada!

    Curtir